temporada de cruceros ya se inyecta R $ 26,6 millones de dólares en la economía local

Este valor se inyecta en la economía amazónica se basa en la cantidad de turistas que han pasado por el Estado (14.594).
13/02/2017 15H51 - Actualizado 14/02/2017 12H43
foto: revelación

La temporada de cruceros 2016/2017 já injetou cerca de R$ 26,6 millones de dólares en la economía del estado, segundo o levantamento da Gerência de Registro e Fiscalização (GRF) da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur). O levantamento prévio foi divulgado na manhã desta segunda-feira (13), quando Manaus recebeu o 11º navio da temporada.

Este valor se inyecta en la economía amazónica se basa en la cantidad de turistas que han pasado por el Estado (14.594), além do gasto médio (EL DÓLAR AMERICANO$ 292) e da permanência mínima no Destino, que é de dois dias. “Já chegamos à metade da temporada e ao final esperamos que sejam injetados cerca de R$ 45 millón”, dijo el presidente de Amazonastur, Oreni Braga.

De acordo com a titular do Órgão Estadual de Turismo, a renda média dos turistas que já passaram pelo Amazonas nesta temporada é de US$ 14.425,00. “Grande parte desses turistas gasta em média US$ 301 de US $ 400 por dia. É por isso que estamos trabalhando muito para que a cada temporada mais navios possam passar pelo nosso Estado”, destacado.

REGATTA
con 1.030 americano, o M/S Regatta aportou no Porto de Manaus na manhã desta segunda-feira (13.02). O navio é o 11º da Temporada de Cruzeiros 2016/2017 e o terceiro só neste mês de fevereiro. Ainda está previsto para este​ mês o navio Prinsendam, no dia 27.

O navio ficará ancorado em Manaus até a tarde desta terça-feira (14.02) e a programação para estes turistas é intensa, que começa com um passeio turístico pela cidade, com visita ao Teatro Amazonas, Museu do Índio e ao Zoológico do Cigs. Seguindo a programação, os turistas farão o river tur pelo Encontro das Águas, pelo Lago do Janauary e visitarão as comunidades do Lago do Guedes, Acajatuba e Vila Paraíso.

Segundo Oreni Braga, a programação abrange visita a comunidade indígena no Tupé e interação com os botos em Acajatuba. “A temporada de cruzeiros consegue movimentar uma cadeia importante e grande da economia de Manaus e das comunidades da região metropolitana, principalmente as localizadas no município de Iranduba”, destacado.

Para o diretor de Turismo da Manauscult, João Araújo, o retorno de navios à cidade de Manaus, como no caso do M/S Regatta, revelam, en la práctica, os resultados positivos das ações integradas para receber as embarcações na cidade. “Realizamos um trabalho de forma que o turista que desembarca em nossa cidade já perceba que há um diferencial, inclusive com uma equipe pronta para atendê-los. E a ação integrada entre os órgãos municipais e estaduais permite consolidar ainda mais Manaus como rota dos Cruzeiros, permitindo que as embarcações retornem em novas temporadas com mais turistas, o que colabora diretamente para a movimentação da economia local”, destacou João.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso