temas de protección civil de alerta al Alto Solimões y coloca el bajo Amazonas en situación de cuidado

Municípios em Emergência já recebem o apoio do Governo do Estado.
17/03/2017 09h13 - Actualizado 17/03/2017 17h01

foto: La defensa civil Amazon


Devido à evolução do cenário de enchente no Estado, a Defesa Civil do Amazonas colocou hoje, 16, a região do Alto Solimões em “Situação de Alerta” e o Baixo Amazonas em “Situação de Atenção”. Os municípios que estão em “Situação de Emergência” já começaram a ser atendidos com a ajuda humanitária do Governo.

“Vamos enviar nossos técnicos ainda esta semana para a região do Alto Solimões para que junto com as coordenadorias municipais, possamos avaliar o plano de contingência para essas cidades,”, Hizo hincapié en la Secretaría Ejecutiva del órgano, Coronel Fernando Pires Júnior.

A “Situação de Alerta” é a fase que antecede a Situação de Emergência. Na região do Alto Solimões sete municípios entraram nessa condição. Son ellos: Tabatinga, Benjamin Constant, Sao Paulo de Olivença, Amaturá, Santo Antonio do LEA, Tonantins e Atalaia do Norte.

monitoreo – De acuerdo con el Centro de Monitoreo y alertar a la Defensa Civil del Estado (OMCE), a previsão para o próximo semestre no Alto Solimões, baseada no Sistema de Proteção da Amazônia (torrencial), é de chuva acima dos padrões climatológicos.

No campo hidrológico, basado en datos de la Encuesta Geológica de Brasil (CPRM), o rio Solimões segue com cotas acima da média. En la fecha de hoy, por ejemplo, o nível em Tabatinga, cidade referência, chegou a 11,82m, ultrapassando em dois centímetros a Cota de Alerta, que é de 11,80m.

Bajo AmazonasOs sete municípios da calha do Baixo Amazonas (Parintins, Barreirinha, San Sebastián Uatumã, Nhamundá, Urucará, Boa Vista do Ramos, maués), entraram em “Situação de Atenção” devido o nível do rio na região está acima da média para o período. en Parintins, que é a cidade referência, o nível hoje chegou a 7,34m, con la única 56 cm para atingir a cota de Alerta que é de 7,90m. E para alcançar a máxima de 9,38m registrada há oito anos faltam 2,04m.

Nova ajuda humanitáriaO município de Guajará, en el cauce del río Juruá, já recebeu dos Governos Federal e Estadual, por Defensa Civil AM, 12 toneladas de cestas básicas, kits de medicamentos (antibiótico, vitamina, sales de rehidratación, analgésico), kits de dormitorio (hoja, red, mosqueteiro), kits de higiene pessoal e ainda, hipoclorito de sodio, purificación del agua. Serão encaminhadas ainda para esta calha, más 150 toneladas de ajuda, que vai contemplar a segunda fase de socorro em Guajará, e primeira fase, nos demais municípios em Situação de Emergência (Eirunepé, Ipixuna, Itamarati).

BALANÇO DA ENCHENTE/2017

*EMERGENCIA

1 – Guajará (comedero Juruá)
2 - Ipixuna (comedero Juruá)
3 – Eirunepé (comedero Juruá)
4 – Itamarati (comedero Juruá)

familias afectadas: 5.970

*SITUACIÓN DE ALERTA

1 – Juruá (comedero Juruá)
2 – Carauari (comedero Juruá)
3 – Envira(comedero Juruá)
4 -Tabatinga (Solimões cubeta)
5- Benjamin Efectivo (Solimões cubeta)
6- Sao Paulo de Olivença (Solimões cubeta)
7- Amaturá (Solimões cubeta)
8- Santo Antonio do LEA (Solimões cubeta)
9- Tonantins (Solimões cubeta)
10- Atalaia do Norte (Solimões cubeta)

*SITUACIÓN ADVERTENCIA

1- Parintins (Baja a través de Amazon)
2- Barreirinha (Baja a través de Amazon)
3- San Sebastián Uatumã ( Baja a través de Amazon)
4- Nhamundá (Baja a través de Amazon)
5- Urucará (Baja a través de Amazon)
6- Boa Vista do Ramos (Baja a través de Amazon)


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso