amenazado de muerte en Manaus familia reciben asistencia psicosocial de la Defensa Pública

Uma criança de seis anos de idade vítima de violência sexual, dois irmão e a mãe estão ameaçados de morte e foram amparados pelo projeto “Um Novo Amanhã”.
10/03/2017 16H59 - Actualizado 12/03/2017 14H41

foto: revelación


El Estado Public Defender Amazonas (DPE-AM) está prestando assistência psicossocial, por meio do projeto “Um Novo Amanhã”, a uma família que tem uma criança de seis anos de idade vítima de violência sexual e que está ameaçada de morte. Segundo denúncia da mãe da criança, os familiares do agressor responsabilizam a família dela pela morte dele, que era réu confesso e foi morto durante a rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) a principios de este año. Por questão de proteção à criança o nome da mãe será omitido.

O projeto “Um Novo Amanhã” tem como foco o atendimento psicológico, jurídico e social às crianças e adolescentes vítimas de violência e exploração sexual, estendendo o acompanhamento psicossocial aos agressores.

A família chegou até o projeto após ser encaminhada pela Delegacia Especializada Em Proteção à Criança e ao Adolescente(DEPC), socio en el proyecto, onde a mãe fez o registro das ameaças de morte em um Boletim de Ocorrência (B.O.) . Além da criança que sofreu a violência, ela tem mais dois filhos e, como a família se encontra em situação vulnerável, decidiu buscar o apoio da Defensoria Pública.

Rede de proteção social
A mãe solicitou à DPE que ajude a família a estabelecer uma rede de proteção social para as crianças, com a inclusão delas em uma creche, o que está sendo providenciado pela instituição. Además, Defensor Público, em parceria com a Frente Parlamentar de Enfrentamento a Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes (Frenpac) la Asamblea Legislativa del Estado (PERO) e o Movimento Nacional de Direitos Humanos, que são parceiros do projeto, também providenciaram a arrecadação de alimentos básicos, ropa, calçados e brinquedos para dar auxílio à família. El viernes, día 10, a família recebeu a visita da equipe do projeto para a entrega das doações.

A equipe do projeto também solicitará, junto ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas(Sinetram), a concessão de um cartão de passe para que a mãe possa ter o transporte para comparecer às audiências sobre o caso, uma vez que a família está sem recursos financeiros.

A criança que sofreu a violência foi atendida pelo setor de Psicologia da Defensoria Pública e foi acolhida, sendo verificada a necessidade de acompanhamento psicológico periódico, com terapia, pelo período de três a seis meses. No casos das outras crianças, não foi identificada a necessidade do atendimento psicológico.

Sobre o projeto ‘Um Novo Amanhã
O atendimento do projeto “Um Novo Amanhã” é feito no núcleo de Atendimento Psicossocial da Defensoria Pública, que fica na Rua 24 mayo, 321, Centro, De lunes a viernes, de 8h a 13h. O projeto conta com duas salas, sendo uma de recepção e a outra para o atendimento das crianças e adolescentes, bien como, dos agressores, que serão recebidos em horários distintos. O atendimento psicológico às crianças é feito com o auxílio de ferramentas lúdicas. Actualmente, o projeto tem atuado no atendimento a quatro crianças vítimas de violência sexual.

O projeto atende casos encaminhados pelos órgãos do Estado que atuam na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, como a Delegacia de Proteção à Criança e do Adolescente (DEPC) e Conselhos Tutelares, mas também serve como uma via de entrada para o encaminhamento inicial de investigações e atendimento às vítimas.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


Facebook

economía

contacto Condiciones de uso