Maués invierte en el almuerzo escolar con la producción de los pequeños agricultores

A proposta é recuperar o setor primário, destruído nos últimos anos da gestão anterior, e ao mesmo tempo oferecer uma alimentação adequada, balanceada e saudável para os alunos.
16/03/2017 15h27 - Actualizado 17/03/2017 09h15

foto: revelación


El municipio de Maués (un 253 km de Manaus) irá investir este ano, R $ 1,5 milhão na aquisição da produção rural de 170 pequenos agricultores do município em 2017.

A proposta é recuperar o setor primário, destruído nos últimos anos da gestão anterior, e ao mesmo tempo oferecer uma alimentação adequada, balanceada e saudável para os mais de 13 mil alunos matriculados na rede municipal de ensino.

O contrato de fornecimento será assinado com os produtores no próximo dia 27, após a realização de Chamada Pública para Aquisição de Gêneros Alimentícios da Agricultura e do Empreendedor Familiar, promovida pela Secretaria Municipal de Abastecimento e Produção desde o início deste mês.

“É uma ação que produz três efeitos imediatos: recuperamos e incentivamos os pequenos produtores rurais, la generación de empleo e ingresos, oferecemos uma alimentação de qualidade e variada para as crianças e estudantes e ainda reduzimos custos para a prefeitura, que não vai gastar além do necessário na aquisição e transporte de produtos adquiridos em outros locais”, Explicó el alcalde junior Leche.

También de acuerdo con el alcalde, nos próximos meses, a quantidade dos alimentos industrializados que integram a merenda será reduzida e substituída por produtos regionais como a macaxeira, a melancia e o cará, obedecendo as orientações da equipe de nutricionistas que irá elaborar o cardápio diário das refeições.

Segundo dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional do Ministério da Saúde, sobre a situação nutricional das crianças de zero a cinco anos de Maués em 2016, 6% tiene marcada delgadez, 10% Son muy bajo peso y 36% Tiene muy baja talla para la edad.

Por otro lado, o mesmo estudo indica que 16,4% das crianças de Maués nesta faixa etária, estão com sobrepeso ou são obesas.

Outros levantamentos do Ministério da Saúde, apontam uma crescente incidência de casos de obesidade infantil, debido, en gran parte, da mudança de hábitos alimentares dos jovens em direção ao consumo diário das chamadas fast-foods e dos produtos vendidos em cantinas escolares, tais como refrigerantes, salgadinhos e frituras.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


Facebook

economía

contacto Condiciones de uso