• Nova lei cortará patrocínio público de clubes de futebol do AM com denúncias de pedofilia

    Com a regulamentação da lei, será definido, por ejemplo, critérios para a contratação de profissionais.
    03/03/2017 16h37 - Actualizado 5/03/2017 15h48

    Foto: reprodução/Internet


    Os clubes de futebol do Amazonas que tenham integrantes condenados por crimes de exploração sexual infantojuvenil poderão ficar sem patrocínio público por 10 años, segundo determina a lei estadual 4.436/17, sancionada mês passado, do deputado estadual Luiz Castro (Red).

    A intenção, segundo Luiz Castro, é chamar a atenção para que os dirigentes de times sejam mais criteriosos na escolha dos profissionais que irão treinar crianças e adolescentes.

    De acordo com a Secretaria de Estado da Comunicação (Si con), o decreto ainda não tem uma data para acontecer. Com a regulamentação, será definido, por ejemplo, critérios para a contratação de profissionais, detalhes sobre como cada clube deverá proceder com a denúncia e como deve ser o afastamento do profissional envolvido.


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso