• Proposta de vereador cobra reforma nas feiras de Manaus

    Um dos exemplos é a histórica Feira da Panair, que está há mais de dez anos sem receber qualquer tipo de reforma.
    16/03/2017 10h14 - Actualizado 16/03/2017 18h07

    Foto: Divulgação/Assessoria


    A falta de estrutura nas feiras da cidade gerou, esta semana, discurso na Câmara Municipal de Manaus (CMM) sobre a necessidade de reforma e revitalização desses locais. O principal exemplo foi a Feira da Panair, localizada na zona Sul da capital, que está há mais de dez anos sem receber obras.

    O presidente da Comissão de Serviços Públicos da CMM, vereador Professor Gedeão (PMDB), recebeu reclamações sobre a situação das feiras na cidade em seu gabinete e a Feira da Panair foi apontada como a que mais necessita de serviços de recuperação.

    Em discurso na Casa Legislativa, o parlamentar informou que o problema no local chegou a ocasionar a morte de um trabalhador após o desabamento do piso. “A nossa população ainda prestigia bastante as feiras existentes em nossa cidade e, Desafortunadamente, é visível como elas estão desprezadas. Sabemos das dificuldades orçamentárias, mas não podemos fechar os olhos para esse problema”, pontuou.

    A feira da Panair é um dos principais pontos de comercialização de peixe fresco da cidade. O Terminal Pesqueiro de Manaus, onde podem atracar até 100 barcos por dia, de um total de 800 permissionários provenientes das mais diferentes regiões do estado é uma das balsas onde os pescadores vendem grande variedade de peixe no atacado ou varejo.

    “É preciso maior atenção, é dos mercados e das feiras que vêm a maior parte dos alimentos consumidos pela população. A falta de infraestrutura na Panair acaba prejudicando o processo de embarque e desembarque do pescado. Nossa proposta tem grande relevância social e histórica, por eso, peço apoio dos meus pares para sua aprovação”, subrayó el parlamentario.


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso