Después de ser negado, Requiao anunció que retirará mencionar el Moro su opinión

En el texto presentado esta semana, Requiao dijo que Moro había sido consultado y había aprobado el sustituto, la cual fue denegada por el juez.
20/04/2017 12h24 - Actualizado 20/04/2017 12h24
foto: reproducción

O relator da proposta que atualiza a lei do abuso de autoridade, senador Roberto Requião (PMDB-PR), anunció el miércoles, 19, que vai retirar menção ao juiz federal Sérgio Moro do seu novo parecer. En el texto presentado esta semana, Requiao dijo que Moro había sido consultado y había aprobado el sustituto, la cual fue denegada por el juez. O parlamentar faz a leitura do texto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) senado.

Após atualizar o artigo que trata do chamado crime de hermenêutica, principal divergência entre o senador e os procuradores, o relator escreveu que: “é relevante destacar que, consultado por este Relator, o Juiz Sérgio Moro aquiesceu com a redação ora proposta”. Requião justificou que iria retirar o trecho, porque “não conversou maiscom o juiz da Operação Lava Jato. Moro foi um dos convidados nas audiências públicas do Senado para debater o tema, a finales del año pasado.

O relator da proposta que atualiza a lei do abuso de autoridade, senador Roberto Requião (PMDB-PR), anunció el miércoles, 19, que vai retirar menção ao juiz federal Sérgio Moro do seu novo parecer. En el texto presentado esta semana, Requiao dijo que Moro había sido consultado y había aprobado el sustituto, la cual fue denegada por el juez. O parlamentar faz a leitura do texto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Sen
Após atualizar o artigo que trata do chamado crime de hermenêutica, principal divergência entre o senador e os procuradores, o relator escreveu que: “é relevante destacar que, consultado por este Relator, o Juiz Sérgio Moro aquiesceu com a redação ora proposta”. Requião justificou que iria retirar o trecho, porque “não conversou maiscom o juiz da Operação Lava Jato. Moro foi um dos convidados nas audiências públicas do Senado para debater o tema, a finales del año pasado.

O juiz publicou uma nota em que nega ter avalizado o texto: “Consta, no parecer do senador Requião sobre o projeto da lei de abuso de autoridade, afirmação de que eu, juiz Sérgio Moro, teria sido consultado e concordado com a redação por ele proposta para o parágrafo segundo do artigo 1 do substitutivo. que, sin embargo, não é verdadeiro, estando o Senador absolutamente equivocado pois não fui consultado e não concordo com a redação proposta”, informou Moro.

el juez, “a redação proposta no substitutivo do senador não contém salvaguardas suficientes para prevenir a criminalização da interpretação da lei e intimidara a atuação independente dos juízes”.

fuente: Estadão


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505