agujeros

24/04/2017 16h30 - Actualizado 24/04/2017 16h33
foto: reproducción

“Buraco vai, buraco vem
Passa mal ou passa bem
A cada dia que amanhece
Mais buracos a cidade tem”.

Essa semana recebi uma foto da Rua Penetração II no Conjunto Canaranas – Cidade Nova. Parece a foto de uma tábua de pirulito. E essa é realidade de muitas ruas de Manaus. Os buracos passaram a fazer parte das nossas vidas.

Não é só a rua que fica feia. São as crianças que chegam com os pés enlamaçados na escola, a linha de ônibus que tem que mudar o trajeto, o trabalhador do
distrito que é obrigado a acordar mais cedo porque vai ter que andar mais pra pegar a rota, o carro que acaba com a suspensão.

E como diz o “Poemas dos Buracos”, escrito por Ricardo César da Silva, morador de Barbacena-MG, mas que bem espelha a realidade hoje de Manaus, “a cada dia que amanhece//Mais buracos a cidade tem”.

Quando entramos em uma casa, não importa se uma casa de luxo ou humilde, conhecemos uma pouco do dono pelo vimos. Uma casa empoeirada, com louça por lavar na pia, com roupa espalhada por todo canto é sinal de desleixo dos donos. Já uma casa arrumadinha e bem cuidada mostra uma família cuidadosa e zelosa.

É o mesmo com uma cidade. O mínimo que se espera da Prefeitura são ruas bem cuidadas, sem buracos, limpas e iluminadas. Quando isso acontece é porque temos no comando alguém como os chefes zelosos de uma família. Quando os buracos tomam conta da cidade é porque, o “chefe da casa”, no caso, o Prefeito, não cumpre suas responsabilidades.

desafortunadamente, é essa dura realidade que estamos vivendo hoje. Falta de zelo com a nossa gente e com a nossa cidade.

A cada dia milhares de manauaras acordam com os buracos batendo nas suas portas e atormentando as suas vidas. Cansados de apelar para a Prefeitura são obrigados a adaptarem suas vidas aos buracos. Filhos com sacos plásticos nos pés, sapato sujo no trabalho, carro na garagem se poder sair.
Como diz o poema, só resta apelar para o além

“Buraco vai, buraco vem
Já não dá mais pra ninguém
Passa mal ou passa bem
Só falta agora apelar para o além”.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505