Estados Unidos reclasificó como delitos graves y menores extensa lista de deportación

Os documentos também autorizam a contratação de 15 mil novos agentes imigratórios e delega mais poder às polícias para deportar e implementar a política migratória.
12/04/2017 12h04 - Actualizado 12/04/2017 12h17
foto: reproducción

O Departamento de Segurança Interna (DHS, da sigla em inglês) assinou nesta terça-feira (11) dois memorandos que aprofundam as mudanças na política imigratória de Donald Trump. Crimes que antes eram considerados leves passaram a ser tratados como crimes hediondos, ampliando com isto a lista de pessoas com status irregular no país que podem ser deportadas.

Os documentos também autorizam a contratação de 15 mil novos agentes imigratórios e delega mais poder às polícias locais para deportar e implementar a política migratória.

Direto do Arizona, um dos estados que fazem fronteira com os Estados Unidos, o secretário de segurança interna, John Kelly, disse que a política migratória de Donald Trump deve serlevada a sérioe instou os agentes a cumprirem à risca as determinações.

Com novos agentes e com mais poder para policiais locais, o governo pretende expandir o programa de imigração e acelerar deportações.

Com a mudança classificatória de crimes leves para crimes hediondos, a lista de deportáveis aumenta consideravelmente, ao incluir infrações que eram leves na lista de crimes gravíssimos.

A partir de agora serão crimes hediondos: regressar ao país após ter sido deportado (por ejemplo, cruzando a fronteira terrestre novamente) e fraudes como usar documentos falsos para trabalhar, como permissões de trabalho ou Social Security (seguro social) de outras pessoas.

O Social Security é um documento essencial para poder trabalhar formalmente no país. É um registro único usado pela segurança social e também contabilidade para fins de imposto de renda.

Alguns imigrantes utilizam números roubados ou de uma pessoa conhecida que permite o uso para registro em um emprego. Também será crime hediondo transportar ou acolher imigrantes sem documentos.

Se um motorista for pego dando carona a um imigrane ilegal em rodovias interestaduais, ele também poderá responder a um processo criminal. Também poderão ser deportados imigrantes com status irregular com condenações ainda não cumpridas.

Criminosos estrangeiros têm mostrado seu desprezo pelo Estado de Direito e representam uma ameaça para as pessoas que vivem nos Estados Unidos. Como tal, os criminosos estrangeiros são uma prioridade para a remoção”, afirmou o secretário de Segurança Interna.

fuente: Agencia Brasil


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505