Fábrica de plástico se notifica después de robar casi R $ 2 millones en electricidad

Flagrante foi realizado na última sexta-feira (31) em ação da Eletrobras com outros órgãos. Prédio comercial na Cachoeirinha também foi notificado pela prática do ato ilícito.
03/04/2017 15h16 - Actualizado 4/04/2017 15h19

foto: revelación


Uma empresa de fabricação de produtos plásticos de grande porte foi notificada pela Eletrobras Distribuição Amazonas por conta de ligação clandestina que causou prejuízo de quase R$ 2 millón. O flagrante foi feito na última sexta-feira (31). Ação também constatou a mesma prática cometida por um prédio comercial na Cachoeirinha.

A unidade consumidora estava conectada diretamente à rede elétrica da Distribuidora, sem nenhum tipo de medição, apresentando duas ligações, sendo uma na subestação de 112,5 KVA e um ramal de Baixa Tensão. No sistema da Empresa, o estabelecimento encontrava-se cortado por outra irregularidade.

Somando-se o montante da energia desviada para fins de recuperação, os prejuízos causados à Distribuidora foram na ordem de 2.468.921 kilowatts-hora, totalizando R $ 1.789.143,94.

O responsável pela empresa foi intimado a comparecer na delegacia especializada.

Prédio comercial
Por meio de denúncia, outra operação foi realizada na segunda quinzena de março, de esta vez, em um prédio comercial, localizado na Avenida Urucará, Cachoeirinha, Zona Sur de Manaus. Na ação foi evidenciado que a unidade consumidora estava auto religada por um ramal trifásico, alimentando o imóvel, com débitos vencidos totalizando o valor de R$ 200.923,55.

O responsável pelo prédio comercial foi notificado pela autoridade policial a comparecer na DECFS para prestar esclarecimentos sobre o ato ilícito.

Depois de constatada a irregularidade no prédio comercial, as equipes da Eletrobras realizaram os procedimentos de levantamento da carga e a imediata suspensão do fornecimento de energia elétrica, cumplir arte. 170 resolución 414-2010 – Aneel. Também estão sendo adotados os procedimentos de recuperação de energia.

Eletrobras señala que la lucha contra la pérdida de energía sólo es posible con la participación de toda la sociedad. El robo de energía y fraude metros se tipifica como un delito como el Código Penal brasileño, artículos 155 mi 171.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


Facebook

economía

contacto Condiciones de uso