Susam implementa plano estratégico para diminuir tempo de espera por exames e consultas especializados

A meta é chegar ao final do primeiro semestre com tempo de espera menor que 30 dias para a realização desses procedimentos.
28/04/2017 15h31 - Actualizado 28/04/2017 16h06
foto: revelación

Com o objetivo de agilizar a marcação de exames e consultas especializados ofertados através do Sistema Único de Saúde (SUS) no Amazonas, a Secretaria de Estado de Saúde (sésamo) implementou, na segunda quinzena de março, um plano estratégico de gerenciamento do Sistema de Regulação do Amazonas (Sisreg). A meta é chegar ao final do primeiro semestre com tempo de espera menor que30 dias para a realização desses procedimentos.

Com o plano ainda em andamento, a coordenadora do Complexo Regulador, Mara Kramer, divulgou essa semana uma parcial dos resultados alcançados até o momento, mostrando que dos 116 procedimentos especializados ofertados através do Sisreg, 58 estão com a fila zerada e 15 tiveram uma redução de mais de 50% no número de pessoas inscritas. “Nós ofertamos 116 procedimentos entre consultas e exames especializados e quase 50% deles estão com a fila zerada”, comemora a secretária de estado de saúde, Mercedes Gomes.

Os exames de colonoscopia, colposcopia, densitometria óssea, ecocardiograma infantil, tomografia computadorizada, retinografia fluorescente, retosigmoidoscopia, tomografia com sedação, cintilografia, anatomopatologia e citopatologia são alguns que estão com as filas zeradas.

Entre as consultas especializadas, estão com a fila zero as áreas de nefrologia pediátrica, pneumologia, mastologia, reumatologia e fisiatria.

Mara Kramer explica que a nomenclatura “fila zero” não quer dizer que não existe nenhuma pessoa inscrita e aguardando para realizar o procedimento e sim que o número de inscritos está dentro de um padrão aceitável e que esse paciente terá seu procedimento marcado dentro dos próximos 30 días. “Todos os dias o Sisreg recebe mais de 11 mil novas solicitações de exames e consultas especializados. É um número expressivo e sempre terá paciente aguardando. A nossa meta é fazer a gestão do sistema para diminuir esse tempo que o paciente aguarda para realizar o procedimento”.

As estatísticas também mostram redução de 50% na lista de pacientes inscritos para realizar consultas especializadas em diversas áreas, fazendo uma comparação entre os meses de janeiro e abril desse ano. Na área de neurologia pediátrica haviam 2.413 pacientes inscritos, hoje há 1.660, em neurologia adulto caiu de 3.152 para 943 e na cirurgia de cabeça e pescoço de 246 para 119.

Entre os exames, houve redução para realização de eletrocardiograma, dejando 1.402 para 86, endoscopia digestiva de 5.358 para 164, mamografia de 4.777 para 854 e radiodiagnóstico de 19.770 para 4.222.

Plano colocado em prática
A secretária de estado de saúde, Mercedes Gomes, explica que a primeira ação do plano foi colocar em funcionamento o Parque de Imagens do Hospital Delphina Aziz. A unidade tem capacidade instalada para realizar até 18 mil pruebas al mes, ofertando procedimentos como Raio X, ultrasonografía, endoscopia, tomografía, mamografía, ecocardiograma adulto e infantil, ressonância magnética, teste ergométrico, mapa, Holter, colonoscopia e retosigmodoiscopia. “Essa ação foi fundamental. ellos son 18 mil novas vagas de exames todos os meses e com certeza isso contribuiu para a agilização da marcação e realização dos exames”, disse Mercedes.

Outra ação consistiu em descentralizar a autorização para realização de exames e consultas de médiacomplexidade que eram de competência apenas dos médicos reguladores e passaram a ser realizados também por outros profissionais da área de saúde (enfermeiros e assistentes sociais). “Essa ação permitiu uma maior agilidade na marcação dos procedimentos, uma vez que há mais profissionais avaliando e autorizando as marcações”, informa a secretária. Ela explica ainda que somente os procedimentos de alta complexidade, que exigem um olhar técnico, continuam sendo autorizados exclusivamente pelos médicos reguladores.

E a terceira ação consistiu na realização de uma competição interna entre os servidores do Complexo Regulador do Amazonas. “Nós dividimos os servidores em três equipes internas e idealizamos uma espécie de corrida de carros entre as equipes. A competição começou no início de e deverá ser encerrada no final de junho, prazo que estabelecemos para alcançar nossas metas de deixar a fila em um número aceitável e dependendo do procedimento até zeradas. As equipes estão motivadas, trabalhando e temos certeza que iremos alcançar os resultados almejados”, explica Mara Kramer.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505