“Alcalde piensa que volvemos a la época de la dictadura”, Chico Negro dice en 'ley del silencio’ en Manaus Prefectura

El MP advirtió del decreto de establecimiento de comités de Manaus Prefectura que decidirá qué información se puede pasar a la gente.
04/05/2017 15H39 - Actualizado 5/05/2017 12h16
foto: reproducción

El concejal Chico Negro (PMN), publicó en su red social el jueves(4) un texto que se opone a la decisión del Alcalde de Manaos, Arthur Neto (PSDB), de criar comissões que vão decidir que informações podem ser passadas para o povo, uma verdadeira ‘lei do silêncio’.

Das duas, una: ou o Prefeito acha que voltamos à época da Ditadura (em que a informação precisava ser filtrada); ou está escondendo alguma coisa que não podemos saber”, questiona Chico.

No texto o parlamentar faz referência a um decreto emitido em março pela Prefeitura de Manaus que institui comitês para punir servidores do executivo municipal que divulgarem informações sobre as pastas. O decreto, assinado pelo então prefeito em exercício, Marcos Rotta, prevê a garantia que o acesso à informação seja obtido apenas por pessoas autorizadas.

No post o vereador alerta que a atitude do prefeito pode ser para esconder alguma falcatrua. “É óbvio que tem ‘capim na palheta’. Vamos tirar e deixar tudo bem limpinho, alcalde…fui eleito pra isso”, ameaça o parlamentar.

Entenda o Decreto

Os funcionários da Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia (Semef), que comanda o orçamento de mais de R$ 4 millones, e outras secretarias serão obrigados a assinar um termo de compromisso impedindo de tornar público dados considerados “sigilosos” pelo decreto.

Para ter controle do processo a Prefeitura criou Comitês Gestores de Segurança da Informação (CGIs), como parte de uma Política de Segurança da Informação e Comunicação da Prefeitura de Manaus (POSIC-PM) para punir os servidores.

Artur está sendo investigado pelo Ministério Público do Estado (MPE) que pretende apurar possíveis ilegalidades no contrato de reajuste em mais de 77% de locação do imóvel onde funciona o arquivo geral da Semef, ubicada en el centro de Manaus.

Leia o texto de Chico Preto:

Nem quero criticar a gestão do Artur, mas não tem como a gente se calar diante de tamanho desatino. Das duas, una: ou o

publicado por Chico Negro enjueves, Mayo 4, 2017

Natan Gaia – Escribir AM Mensaje


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso