Tribunal Supremo absuelve adjunto Alfredo Nascimento de cargos de falsificación

El congresista fue acusado de falsedad en la prestación de cuentas electorales cuando era candidato a senador, en 2006. Ministros entendieron que el caso no caracteriza un delito.
13/06/2017 19H41 - Actualizado 13/06/2017 19H41
foto: reproducción

La Sala Primera del Tribunal Supremo (STF) absolveu hoje (13) o deputado federal Alfredo Nascimento (COCHECITO) da acusação de falsidade ideológica. por unanimidad, o colegiado entendeu que o parlamentar não pode ser punido criminalmente por ter omitido gastos da prestação de campanha eleitoral ao Senado em 2006.

De acordo com denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), Nascimento deixou de declarar em sua prestação de contas na Justiça Eleitoral cerca de R$ 15 mil em despesas com cartazes e banners. Ao julgarem a denúncia, os ministros entenderam que a conduta não constitui infração penal.

en el proceso de, a defesa de Alfredo Nascimento alegou que o parlamentar não tinha conhecimento sobre os gastos e, por eso, não poderia declará-los.

Agencia Brasil


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso