Três subestações clandestinas que forneciam energia para estaleiros e fazendas são encontradas no Tarumã

Além das subestações, outras quatro unidades consumidoras do local foram fiscalizadas e todas estavam consumindo energia elétrica de forma clandestina.
09/06/2017 15h06 - Actualizado 10/06/2017 13h32
foto: revelación

El miércoles (07), a Eletrobras Distribuição Amazonas participou de uma ação de fiscalização no ramal do Bancrévea, distrito Tarumã, Zona Oeste de Manaus. No local foram encontradas três subestações clandestinas, o sea, sem nenhum tipo de medição, ligadas diretamente na rede elétrica da Distribuidora.

La operación fue apoyada por la policía especializada en la lucha contra el robo de Energía, agua, Gas y Servicios de Telecomunicaciones (DECFS) y el experto del Instituto de Criminología. Além das subestações, outras quatro unidades consumidoras do local foram fiscalizadas e todas estavam consumindo energia elétrica de forma clandestina.

As equipes da Distribuidora desligaram imediatamente as subestações e cinco transformadores da rede elétrica que alimentava clandestinamente os estaleiros e fazendas do ramal. O prejuízo causado à Distribuidora foi no valor estimado de R$ 621.403,35, equivalente a 869.064 kWh não faturado anualmente.

A Eletrobras Distribuição Amazonas destaca que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. El robo de energía y fraude metros se tipifica como un delito como el Código Penal brasileño, artículos 155 mi 171.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505