Bolsonaro debe competir en las elecciones 2018 en el nuevo partido

O destino do parlamentar deve ser o partido Muda Brasil (MEGABYTE) que deve ser criado por dissidentes do PR.
07/07/2017 16h23 - Actualizado 9/07/2017 13H41
foto: reproducción

Congresista Jair Bolsonaro (PSC-RJ) não será candidato à Presidência em 2018 nem pelo Partido Social Cristão (PSC) nem pelo Partido da República (PR). O destino do parlamentar deve ser o partido Muda Brasil (MEGABYTE).

A legenda que deve ser criada por dissidentes do PR deve ter Bolsonaro como principal liderança. Ao dele, no comando do #Muda Brasil, estarão os filhos Eduardo Bolsonaro, deputado federal pelo estado de São Paulo, e Flavio Bolsonaro, deputado estadual no Rio de Janeiro.

Para isso acontecer, o partido precisa estar registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até outubro deste ano – um ano antes do pleito de 2018.

O pedido de registro já está tramitando no TSE.

Políticos como o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) e o senador Magno Malta (PR-ES) também podem migrar para a legenda e angariar votos para Bolsonaro nas eleições presidenciais do ano que vem.

A mudança pode ser bastante positiva para Jair Bolsonaro, que se vê como um peixe fora d’água no Partido Social Cristão. O partido liderado pelo Pastor Everaldo fez alianças que deixaram Bolsonaro revoltado nas últimas eleições estaduais.

Em algumas cidades, o PSC juntou-se ao Partido Comunista do Brasil (PC do B), o que revoltou Bolsonaro e seguidores mais conservadores do partido. O medo do pré-candidato à Presidência da República era o de permanecer no PSC, ter sua cabeça pedida antes das eleições e não poder concorrer ao cargo de mandatário máximo da nação.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505