Tribunal otorga mandato de paratleta tener el beneficio de la Bolsa Atleta renovado

Ele comprovou que possui os requisitos necessários para o deferimento do benefício. A Prefeitura deverá cumprir a decisão.
11/07/2017 11h15 - Actualizado 11/07/2017 18h30
foto: reproducción

O Juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal e de Crimes contra a Ordem Tributária deferiu pela segunda vez liminar a pedido de um paratleta para que o Município de Manaus renove o benefício do Bolsa Atleta, previsto na Lei Municipal n° 1.595/2011.

O requerente alegou que não obteve a renovação do benefício, pelo fato de não ter apresentado declaração de entidade regional de administração e prática de desporto da modalidade que pratica no Estado, pelo fato de o presidente ter se recusado a emitir o documento. Alega que foi uma decisão arbitrária, pois é filiado à Associação dos Deficientes Físicos do Amazonas.

De acordo com o juiz Paulo Feitoza, a observação dos autos permite identificar, nas conversas entre o autor da ação e o presidente da entidade, que a certidão exigida não foi concedida ao demandante pois ele não estaria filiado a algum clube de esportes do Estado.

pero, o autor é filiado à Associação dos Deficientes Físicos do Amazonas, situação que demonstra o cumprimento do disposto na Lei do Bolsa Atleta, segundo o juiz.

"De esa forma, tem-se que, una vez más, o demandante comprovou que possui os requisitos necessários para o deferimento do benefício objeto desta demanda, motivo este que demonstra a necessidade de deferimento do pedido formulado pelo demandante”.

fuente: TJAM


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505