TRE determina retirada de perfiles falsos en Internet con el nombre Amazonino

A multa diária para o não cumprimento é no valor de R$ 10 mil.
11/07/2017 14h42 - Actualizado 12/07/2017 12h06
foto: revelación

A coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas” teve o pedido deferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), no último domingo (9), para a retirada de dois perfis falsos nas redes sociais Facebook e Instagram, em nome do candidato Amazonino Mendes (PDT).

en la decisión, a juíza eleitoral Ana Serizawa determina à empresa Facebook Serviços On-Line do Brasil Ltda. e Instagram que retire da rede o perfil “Amazonino Mendes Oficial” em um prazo de 24 horas, sob pena de pagamento de multa diária no valor de R$ 10 mil.

De acordo com o ex-governador Amazonino Mendes, a equipe de redes sociais identificou dois perfis no Facebook e no Instagram que reproduziam conteúdos da campanha e apresentavam-se como páginas oficiais do candidato na eleição suplementar. “Infelizmente pessoas estavam usando falsamente meu endereço na internet ‘Amazonino Mendes Oficial’. Usando para denegrir, confundir, especialmente, el votante. Evidentemente que não concordamos e entramos prontamente com uma ação no TRE para corrigir essa maldade”, comentado.

O candidato salientou que o perfil oficial da campanha é “Amazonino 12” e pode ser encontrado no Facebook, Instagram, YouTube e Twitter. “Tudo que aparecer fora desse endereço, a respeito da minha pessoa, pode ter certeza que é falso. Defendemos o uso da internet de forma livre, aberta e democrática nas eleições. Desaprovamos com rigor o uso de perfis falsos (os chamados fakes) e exigimos rigoroso respeito aos nomes e reputações pessoais dos candidatos. A população amazonense não aceita mais atitudes rasas, criminosas e subterrâneas no ato desesperado de denegrir e caluniar a imagem de adversários”, disse o ex-governador.

De acordo com a advogada da coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas”, Luciana Figueiredo, outros perfis falsos usados para denegrir a imagem do candidato serão alvos de ações judiciais. “A partir do momento que esses perfis fugiam dos que nós trabalhávamos, nós comunicamos ao TRE, que de pronto nos atendeu determinando a retirada do ar e identificados os responsáveis para responderem pelos seus atos”, declarado.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505