• Maternidade Ana Braga comemora Semana Mundial de Aleitamento com mamaço

    O objetivo do evento é chamar a atenção da sociedade para incentivar, proteger, apoiar e estimular o aleitamento.
    01/08/2017 15h59 - Actualizado 1/08/2017 15h59

    Foto: divulgar


    Uma programação especial que contou com fanfarra, coral e um mamaço (ocasião em que várias mulheres amamentam seus bebês simultaneamente) marcou as comemorações da Semana Mundial de Aleitamento Materno na manhã desta terça-feira (1º) na Maternidade Ana Braga, en la zona este de Manaus.

    A semana mundial de aleitamento materno acontece em mais de 180 países no mundo. O objetivo do evento é chamar a atenção da sociedade para incentivar, proteger, apoiar e estimular o aleitamento materno e também a doação de leite humano para o banco de leite.

    A coordenadora do evento, Gracimar Fecury, gerente de enfermagem da Ana Braga, ressaltou que a maternidade dá todo um suporte para as mulheres que tiveram partos naquele local. “O Estado do Amazonas comera hoje a Semana Mundial do Aleitamento Materno e queremos dizer que as pessoas precisam estar envolvidas com o leite porque o leite é vida e a família é o apoio nesse momento de amamentação”, declarou a enfermeira.

    Segundo Gracimar, a Maternidade Ana Braga possui 45 leitos com bebês prematuros entre Unidade de Terapia Intensiva (ITU) e Unidade de Cuidados Intensivos (FIA). "Por eso, a Maternidade Ana Braga envolve todos os seus profissionais: pediatras, enfermeiros e técnicos com a causa do aleitamento dando suporte e orientações para essas mulheres que aqui ganham seus filhos, fazendo com que elas possam continuar amamentando e doando leite. Lembrando que aquela mãe que está em casa, que teve seu filho e que está amamentando, ela também pode ser doadora de leite com a quantidade que sobra da amamentação de seu filho”, ressaltou Gracimar Fecury.

    A advogada Fabíola Vasques é uma das campeãs de doação do Banco de Leite da Maternidade Ana Braga. Ela já doou mais de 23 litros de leite e continua a amamentar a segunda filha, a pequena Ariel de nove meses de vida. "Para mi, o aleitamento é vínculo e além de ser alimento, ele é muito importante porque é um momento de carinho e, no que diz respeito à doação de leite, eu percebi essa necessidade desde o meu primeiro filho que nasceu prematuro e a segunda filha também. Foi então que eu vi naquele momento, a dificuldade que é a amamentação do bebê prematuro e por isso eu resolvi doar”, explicou Fabíola.

    Outra doadora é Fabíola Cordovil, mãe da terceira filha, Maria Fernanda de 16 dias de vida. “Eu acho importante amamentar e aproveitar o tempo que tenho com a minha filha porque só tenho cinco meses para ficar com ela antes de voltar a trabalhar. Para mi, o aleitamento materno é muito importante porque evita doenças, além de ser um momento de amor também”, falou a doadora.

    actualmente, o Banco de Leite do Amazonas possui mais de cem doadoras e incentiva as mulheres a continuar doando e amamentando. As três maternidades que possuem Banco de Leite são: Ana Braga, Dona Lindu e Azilda Marreiro (Maternidade do Galileia).

    No Amazonas, el año pasado, el Departamento de estado de salud (Sésamo) contabilizou mais de 4.500 doadoras de leite, o que beneficiou 4.321 crianças, sendo a maioria, bebês prematuros.

    No próximo sábado (5), a las 4:30 pm, os profissionais da Maternidade Ana Braga, juntamente com vários outros órgãos que apoiam o aleitamento materno e a doação de leito humano, preparam um grande mamaço no Largo de São Sebastião.


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso