Sinetram mantiene 30 segundos para encender el trinquete del autobús, pero elimina el usuario pena

En una reunión con el Estado defensor público, se decidió que la regla 30 segundos permanecerá, pero va a cambiar.
13/09/2017 11h14 - Actualizado 13/09/2017 17h01
foto: reproducción

Em uma reunião realizada na tarde desta terça-feira (12), entre o Sindicato das Empresas de Transporte de Manaus (Sinetram), Defensoria Pública do Estado Especializada em Atividades de Interesses Coletivos (DPEAIC) e demais órgãos de defesa do consumidor, ficou definido que o limite de 30 segundos para passageiros passarem nas catracas dos ônibus permanecerá, pero va a cambiar.

Ficou determinado ao término da reunião que o limite de 30 segundos permanecerá por conta de questões técnicas mas agora o consumidor não será mais punido. “Antes ele teria que pagar por uma nova passagem, quando não passasse nos 30 segundos. ahora, se ele não passar, ele vai ser reembolsado”, dijo el defensor público, Carlos Almeida Filho.

la previsión, conforme o diretor jurídico do sindicato, é de que a regra, que foi implantada no dia 4 deste mês e suspensa no dia seguinte, volte a valer na próxima semana.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso