entrega Secretario Francisco Deodato a la Red de Control una radiografía de la Salud, semana próxima

Deodato afirmou ser necessário que os servidores, as autoridades e a população tenham consciência da gravidade da situação.
09/10/2017 17h49 - Actualizado 10/10/2017 16h18
foto: revelación

Em visita ao presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), asesor junior Ari Moutinho, en la mañana del lunes (9), El Secretario de Estado de Salud, Francisco Deodato, anunciou que irá entregar, semana próxima, à Rede de Controle do Amazonas (TCE, MPC MPE, MPF, TOS, AGU, TCU e PF) um raio-x detalhado da situação real em que se encontra a saúde no Estado, para que o órgãos de controle acompanhem o quadro e ajudem no que for necessário.

Em conversa com o presidente do TCE, a quem veio pedir apoio, Francisco Deodato afirmou ser necessário que os servidores, as autoridades e a população tenham consciência da gravidade da situação da saúde, com déficit de mais de R$ 400 milhões na área, para que se possa entender e ajudar reconstruir o sistema. “Queremos criar as condições necessárias para honrar os compromissos assumidos. Estamos fazendo tudo de forma juridicamente correta, respeitosa e transparente”, dijo el gerente.

A ideia do secretário é apresentar um diagnóstico completo da saúde, informando os números, contratos e ainda o panorama sobre a prestação de serviço das unidades de saúde na capital e interior. “Vim aqui pedir o apoio do conselheiro Ari Moutinho Júnior, que, sabendo da importância da saúde e do quadro em que ela se encontra, vai intermediar esta reunião com os órgãos da rede de controle”, ratificou Deodato.

Miembro de la Red de Control, o conselheiro-presidente Ari Moutinho Júnior informou que vai consultar os outros membros de rede e combinar uma melhor data para a reunião, que acontecerá na próxima semana, logo após o feriado.

Fazem parte da rede de Controle do Amazonas o TCE-AM, MPF, Cuentas del Ministerio Público, Contraloría General de la Unión, Policía Federal y el Estado de Amazonas fiscales, Procuraduría General de la. No Estado, el control de red contribuyó, por ejemplo, con la realización de la operación Cauxi, desencadenada en 2015 en Iranduba, el cual desmantelaron una organización criminal instalado en el ejecutivo municipal, e ainda na realização do Operação Maus Caminhos, que desarticulou uma organização criminosa instalada na rede de saúde, que tem orçamento estimado em R$ 2 millones.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505