• Festa do Guaraná movimenta mais de R$ 8 milhões em Maués

    Levantamento realizado por técnicos da prefeitura dão conta de que os setores de comércio, de hotelaria e transporte fluvial foram o que mais lucraram.
    12/12/2017 14h18 - Actualizado 12/12/2017 17h56

    Foto: reproducción


    A 38ª edição da Festa do Guaraná – evento realizado pela Ambev, Governo do Amazonas e Prefeitura de Maués – reuniu 50 mil pessoas segundo dados da Polícia Militar e movimento de acordo com estimativa da prefeitura da Terra do Guaraná, mais de R$ 8 millones.

    Ao todo foram 25 atrações musicais, dois espetáculos teatrais operísticos, Feira de Agronegócios com mais de 15 expositores, Feira de Gastronomia e competições esportivas em cinco modalidades com R$ 10 mil em premiações durante os três dias do evento realizado na Praia da Ponta da Maresia, em Maués.

    “Estamos especialmente satisfeitos com o resultado desse grandioso evento porque não foi registrada nenhuma ocorrência grave no perímetro da festa. Foi um evento em que as famílias de Maués e os visitantes puderam aproveitar com tranquilidade e segurança”, avaliou o prefeito de Maués, Junior Leite.

    Levantamento realizado por técnicos da prefeitura dão conta de que os setores de comércio, de hotelaria e transporte fluvial foram o que mais lucraram com a Festa do Guaraná. Todos os hotéis e pousadas operaram com lotação máxima, as linhas de barcos quase que duplicaram suas viagens e padarias faturaram até R$ 24 mil em três dias.

    A barraca da Maçonaria vendeu, por ejemplo, mais de R$ 18 mil somente no dia do show nacional do Wesley Safadão.

    Feira de Agronegócios
    Além da programação cultural, um dos destaques desta edição foi a Feira de Agronegócios e a exposição Rota do Guaraná, onde visitantes e turistas puderam conhecer mais sobre a história e a cadeia produtiva da fruta e também adquirir diversos itens como bebidas, guaraná em bastões e em pó, e ainda artesanato.

    “Acredito que esta foi uma das melhores edições da festa para os agricultores porque a procura foi excelente, principalmente pelos visitantes de Manaus, que vão levar para casa o produto original”, destacou o produtor rural, José Cristo.

    De acordo com o prefeito de Maués, Junior Leite, nos três dias de festa foram gerados 600 postos de trabalho diretos e indiretos e também a consolidação do município como um dos principais destinos turísticos do Amazonas.

    “A vocação natural das belas praias e povo hospitaleiro já temos, e Maués vai continuar trabalhando e qualificando profissionais e a nossa rede de serviços para que em breve possamos transformar o setor em uma das principais fontes de receita, ao lado da cultura do guaraná”, afirmou Junior Leite.


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso