• Novo calendário de vacinas resultará em uma população menos doente

    As alterações incluem as aplicações que combatem poliomielite, meningite, pneumonia e HPV.
    07/01/2016 14h17 - Atualizado em 7/01/2016 14h17

    Foto: Reprodução


    As mudanças no calendário de vacinas vão refletir positivamente no atendimento prestado nas unidades de média e alta complexidade. A avaliação é de Marilsa Mathias, enfermeira-chefe do Pronto-Socorro do Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, unidade da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), com gestão da Organização Social Imed (Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento).

    Em comunicado divulgado na última terça-feira (05), o Ministério da Saúde informou que o Calendário Nacional de Vacinação vai mudar em 2016. Os postos de saúde de todo o país já trabalham de acordo com as novas regras. As alterações incluem as aplicações que combatem poliomielite, meningite, pneumonia e HPV.

    “Trata-se de uma evolução da Atenção Básica e que diminui significativamente o número de pessoas doentes, o que reflete totalmente na Atenção Secundária e Terciária, que são os serviços oferecidos nos pronto-socorros. Uma população menos doente requer menor atenção da saúde, diminui tempo de atendimento, complexidades, procedimentos e os fluxos de internação e agravos. Alterações na Atenção Primária tem total reflexo em todos os outros níveis da saúde.”

    A imunização é uma ação de prevenção à saúde e de responsabilidade da Atenção Básica. A Atenção Secundária é responsável pelas especialidades básicas, de média complexidade – pediatria, clínica médica e obstetrícia – e a Atenção Terciária é o serviço especializado de alta complexidade.

    Mudanças

    A vacina contra o papiloma vírus humano (HPV), que atua na prevenção do câncer de colo do útero, perdeu uma dose na aplicação em meninas com faixa etária entre nove a 14 anos. Pelas novas normas, bastam apenas duas injeções com intervalo de seis meses. Para adolescentes com mais de 14 anos e mulheres adultas, mantém-se as três doses anteriormente previstas.

    No caso da contra a poliomielite, as três primeiras doses da vacina passam a ser aplicadas de forma injetável, aos dois, quatro e seis meses de vida. Já a dose oral segue sendo administrada como reforço aos 15 meses, quatro anos e durante a campanha nacional contra a paralisia infantil.

    Nas vacinas contra a meningite, a mudança ocorre no reforço, que antes era aplicada com um ano e três meses e agora passa a ser com um ano. O novo calendário também prevê a redução de uma dose da vacina contra pneumonia. Agora, os bebês devem tomar a primeira dose aos dois meses, a segunda aos quatro meses e um reforço só quando completarem um ano.

    Calendário de vacina (Copy)

    Novo calendário de vacinas

    Poliomielite – Uma dose injetável aos 2, 4 e 6 aos meses de vida

    Pneumonia – Duas doses, aos 2 e aos 4 meses. Reforço aos 12 meses

    Meningite – Duas doses, aos 3 e 5 aos meses. Reforço aos 12 meses

    HPV – Duas doses, com intervalo de seis meses

    Unidades de vacinação

    Para a vacinação, é necessário procurar a unidade básica de saúde (UBS) mais próxima em posse da caderneta do vacinado.

    Na zona norte de Manaus e no bairro Tarumã, locais vizinhos ao Pronto-Socorro do Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, há as seguintes UBSs:

    UBS Lindalva Damasceno

    Endereço: Balneário do Tarumã

    Telefone: 33654-5522

    Horário: 8h às 17h

    UBS Pronto Atendimento Balbina Mestrinho

    Endereço: Rua 17, nº 170, núcleo 3, Cidade Nova 1

    Telefone: 3645-4225 / 3223-8305

    Horário: 7h às 17h

    UBS Pronto Atendimento Frei Valério Di Carlo

    Endereço: Rua Bom Jesus, s/nº, Novo Israel

    Telefone: 3581-3498

    Horário: 7h às 17h

    UBS Sálvio Belota

    Endereço: Rua das Samambaias, nº 786, Santa Etelvina

    Telefone: 3214-7723 / 3228-8905

    Horário: 07h às 21h

    UBS Armando Mendes

    Endereço: Rua 05, s/n, Conj. Manôa

    Telefone: 3581-2273

    Horário: 8h às 17h

    UBS DR. Áugias Gadelha

    Endereço: Rua A, nº 15, Cidade Nova 1

    Telefone: 3645-3908

    Horário: 8h às 21h (segunda a sexta-feira) e 7h às 17h (sábado)


    *** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


    Facebook

    Economia

    Contato Termos de uso