“Cobrança de passagem no T2 é covardia”, diz Marcelo Ramos

Declaração foi uma crítica a cobrança de passagem de ônibus no antigo Terminal 2.

O candidato a prefeito pelo PR, Marcelo Ramos, elevou nesta segunda-feira, dia 5, o tom de sua campanha contra o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), que disputa a reeleição.

No décimo dia da propaganda, ele usou a página de sua campanha no Facebook para acusar o tucano de ter agido em conluio com os empresários do transporte público da cidade e que, “em jogo de cena”, transformou o terminal de integração da Cachoeirinha (T2), na zona Sul da capital, em “uma grande parada de ônibus”.

“Ele fechou o terminal de integração em que as pessoas não precisavam pagar passagem para trocar de ônibus. Inaugurou uma grande parada de ônibus e o cidadão (agora) precisa pagar duas tarifas para chegar a seu destino. É uma covardia com os usuários de transporte coletivo”, disse o candidato em vídeo postado no início da noite.

No primeiro filme que marca o fim do Marcelo “paz e amor”, o candidato diz que o prefeito de Manaus fez o que chamou de “grande jogo de cena com os empresários”. “Fez de conta que não aumentou a tarifa, mas acabou com a integração”, cutuca o candidato.
O vídeo inicia com entrevistas a usuários que declaram que a mudança feita pela prefeitura no terminal criou confusão e mais despesa. Veja o vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=MHe5K3KfiwI&feature=youtu.be