Foragido do Compaj é preso com 5 kg de drogas, arma e dinheiro no bairro Alvorada

Nas partes íntimas da namorada do detento, uma adolescente de 16 anos, foram achados R$ 1 mil em espécie.

O foragido do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) Ulisses Maquiné dos Santos, 33, foi preso em flagrante por tráfico de drogas, uso de documento falso, receptação, corrupção de menores e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

De acordo com o delegado Péricles Nascimento, Ulisses e a namorada, uma adolescente de 16 anos, foram interceptados pela equipe da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv) no momento em que trafegavam, por volta das 17h, em um carro modelo HB20, de cor cinza e placas JWT-8437, pela Avenida Pedro Teixeira, bairro Alvorada, zona Centro-Oeste, após os policiais civis identificarem que o veículo onde o casal estava apresentava restrição de crime.

“Durante abordagem Ulisses apresentou Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa e se identificou como Ulisses Mendonça de Lima. Logo depois constatamos que o infrator era foragido há um mês do regime semiaberto do Compaj, onde cumpria pena por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e homicídio. Ele havia sido condenado a cinco de anos pelos crimes”, explicou o delegado.

Durante a ação os policiais encontraram, com a namorada do infrator, uma caixa de papelão onde estavam escondidos cinco quilos de substâncias entorpecentes, entre cocaína, pasta base e skunk, além de uma balança de precisão. Em seguida o casal foi conduzido à unidade policial, onde confessou que estava levando a droga para um apartamento no Conjunto Manôa, na zona Norte da capital.

Péricles Nascimento ressaltou, ainda, que durante revista no interior do carro os policiais encontraram uma pistola calibre 765 com sete munições intactas. Com o casal também foram apreendidos três celulares. Nas partes íntimas da adolescente foram achados R$ 1 mil em espécie.

“Constatamos que no momento da abordagem o infrator teria passado o dinheiro para que a namorada escondesse. Além disso, ela também apresentou uma identidade falsa, tentando se passar por alguém que já atingiu a maioridade. Logo depois a mãe da adolescente compareceu à delegacia para apresentar o Registro Geral (RG) original da garota”, disse o delegado.

Ulisses foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, uso de documento falso, receptação, corrupção de menores e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, o infrator será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.
Já a adolescente irá responder por ato infracional análogo aos crimes de tráfico de drogas e uso de documento falso. Em seguida ela foi levada para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde serão realizados os trâmites legais.