• Governo do Amazonas promove intercâmbio entre atletas amazonenses e venezuelanos de luta olímpica

    A Venezuela se destaca na luta olímpica desde 2002, quando passou a apostar no intercâmbio em diferentes países.
    24/03/2017 15h51 - Atualizado em 25/03/2017 16h04

    Foto: Divulgação


    A luta olímpica, um dos esportes que destaca o Amazonas nacionalmente, recebe um novo impulso para a conquista de novas medalhas. O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria Estado da Juventude, Desporto e Lazer (Sejel), promove intercâmbio de atletas amazonenses da modalidade com campeões internacionais da Venezuela, durante 25 dias.

    Entre os melhores países no esporte, a Venezuela se destaca na luta olímpica desde 2002, quando passou a apostar no intercâmbio em diferentes países, como Cuba, Estados Unidos, Alemanha, Suécia, Rússia, Japão, Bulgária, Romênia, Polônia e China. Apesar da proximidade com o país vizinho, esta é a primeira vez que atletas venezuelanos vêm ao Brasil para a troca de conhecimentos.

    “É muito importante esse contato mais próximo com atletas experientes. A troca de experiência é muito válida para que o nosso atleta veja como que se treina o alto nível, com atletas que são conhecidos internacionalmente. E esses treinos serão importantes para ótimos resultados nas competições que iremos ter neste ano”, explica Waldeci Silva, técnico da seleção amazonense e presidente da Federação Amazonense de Luta Olímpica.

    Destaques do Amazonas
    O técnico Waldeci Silva explica que o Estado possui cinco atletas classificados para defender o Brasil no Pan-Americano Sênior, que será realizado na primeira quinzena de maio em Santa Catarina. Os atletas classificados são Brenda Palheta, Matheus Frota, David Moreira, Andria Pimentel e Kened Pedrosa.

    Para a lutadora Brenda Palheta, seis vezes campeã brasileira e prata no Sul-Americano e Pan-Americano, os treinos podem resultar em conquistas de medalha de ouro nas próximas competições internacionais. “Nas duas últimas disputas, eu ‘bati na trave’ e fiquei com a prata. Agora, treinando com medalhistas olímpicos, eu vou mais confiante em busca do ouro”, afirmou.

    Os treinos intensos e a dedicação dos atletas amazonenses têm como foco o Pan-Americano Sênior e o Campeonato Brasileiro das categorias Cadete e Júnior, no Rio de Janeiro, que também acontece no mês de maio.

    Potência
    A Venezuela é atual campeã do Pan-Americano. De acordo com o técnico da seleção venezuelana, David Ochoa, os investimentos em intercâmbios colocaram o país entre as nações de destaque da luta olímpica. “Já participamos de quase 15 intercâmbios e isso favorece o desenvolvimento do atleta e do esporte. Campeões mundiais compartilhando sua experiência é um ganho muito grande para o atleta. Sem dúvida, isso nos colocou entre as potências da luta olímpica”, frisou.

    Incentivo
    Ao todo, nove atletas venezuelanos, mais o técnico da seleção venezuelana, David Ochoa, estão em Manaus participando do intercâmbio promovido pelo Governo do Amazonas, que custeou passagem, alojamento e refeições.


    *** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


    Facebook

    Economia

    Contato Termos de uso