SSP-AM reúne com representantes do transporte público e discute medidas de segurança para os coletivos

Desde 2016 até fevereiro deste ano, 749 criminosos foram presos por assaltos a ônibus em Manaus.
10/03/2017 10h46 - Atualizado em 10/03/2017 17h14

Foto: Divulgação/SSP-AM


A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP–AM) e demais órgãos do Sistema de Segurança se reuniram, na tarde de quinta-feira (9), com representantes de Sindicatos, empresas de transporte coletivo, alternativos e especiais para divulgar as medidas que estão sendo adotadas pela Segurança Pública para inibir os assaltos ao transporte coletivo em Manaus.

Desde 2016 até fevereiro deste ano, 749 criminosos foram presos por assaltos a ônibus em Manaus. Segundo dados da SSP-AM, desde dezembro, os registros desse tipo de crime estão diminuindo gradativamente: 322 em dezembro, 274 em janeiro e 200 em fevereiro.

Uma das medidas para diminuir o índice desse tipo de crime é a ‘’Operação Catraca’’ em áreas com maiores ocorrências de assaltos a transporte coletivo em Manaus. A operação conjunta tem o objetivo de inibir essas ocorrências e contará com a participação de equipes da SSP-AM, Polícia Militar e Polícia Civil.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, a Operação Catraca inicia uma nova etapa nas zonas de maior incidência de assalto a ônibus. ‘’Nós já prendemos só essa semana seis assaltantes de ônibus. Sem contar que nos dois primeiros meses, 86 foram presos. Essa etapa da operação vem integrar as forças do Sistema para intensificar essa inibição aos assaltos’’, destaca.

Outras medidas estruturais estão sendo trabalhadas, como a inabilitação do telefone celular roubado ou furtado, que pode ser feita na hora do registro do Boletim de Ocorrência nos Distritos Integrados de Polícia (DIP), e que agora será estendida por meio de um convênio com a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDLM). ‘’Nós já temos uma grande quantidade de telefones inabilitados, mas ainda não é o que esperamos. Esse é o caminho pra que se diminua o roubo a telefone celular, porque diminuindo isso, irá diminuir o interesse ao assalto aos ônibus, pois o telefone não irá valer nada’’, disse o secretário.

Fontes destaca, ainda, que está em fase de teste a Operação “Rota Segura” que prevê a instalação de câmeras internas nos ônibus do transporte especial (Distrito Industrial), além do Botão de Pânico que pode ser acionado em situações que apresentem risco ao motorista, com acompanhamento em tempo real do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso