Vereador de Coari foragido da Justiça se entrega à polícia

O parlamentar teve a prisão preventiva decretada pela Justiça de Coari pelo crime de estelionato.
29/03/2017 15h43 - Atualizado em 30/03/2017 11h38

Foto: Divulgação


O advogado e vereador Aldervan Souza Cordovil, “Dr. Adeva” (PTB), se entregou a Polícia Civil do Amazonas, na noite dessa quarta-feira, 29, em Coari (município distante 363 quilômetros da capital).

De acordo o delegado Mauro Duarte, o parlamentar teve a prisão preventiva decretada pela Justiça de Coari pelo crime de estelionato. Segundo o delegado da DIP, na condição de advogado, “Dr. Adeva” apresentou comprovante de pagamento de fiança falso no valor de R$ 17,6 mil, em agosto de 2016, para soltar o também vereador Márcio Almeida, preso por suspeita de comprar uma motocicleta roubada.

Mauro Duarte informou que, depois de se apresentar à polícia, “Dr. Adeva” assinou o mandado de prisão preventiva e depois foi recolhido à prisão especial nas dependências da DIP de Coari, em razão de exercer a função de advogado. “A razão para o custodiado ter se apresentado neste horário, às 22h50, segundo ele próprio, era para não chamar atenção das pessoas, já que havia sido muito exposto pela imprensa”, informou.

O delegado de Coari informou, também, que foi procurado por volta das 10h de terça-feira, dia 28, pelos advogados do foragido da Justiça, os quais informaram que seu cliente iria se entregar por volta das 15h do mesmo dia, o que não aconteceu. “A partir desse horário, as buscas continuaram e recebemos informação anônima de que o vereador estaria escondido no sítio do pai dele, na Estrada Coari-Mamiá”, disse.

Segundo Mauro Duarte, dois investigadores foram até o local, não encontraram o foragido, mas apreenderam duas espingardas calibre 28, de propriedade do pai do “Dr. Adeva” e de um caseiro. Os dois foram levados à delegacia e instaurado Inquérito Policial (IP) contra os dois. Nesta quarta-feira, dia 29, o vereador será submetido a exame de corpo de delito e, após os procedimentos policiais, ficará preso à disposição da Justiça de Coari.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso