Denúncia faz justiça suspender eleição na Associação dos Praças do Amazonas

O atual presidente Gerson Feitosa, teria impugnado seis, das sete chapas inscritas, ficando somente apta a concorrer a chapa da qual ele é candidato à reeleição.
22/05/2017 15h47 - Atualizado em 23/05/2017 12h43

Foto: Reprodução


A eleição para eleger a nova liderança da Associação dos Praças do Estado do Amazonas (Apeam), marcada para esta quarta-feira (24), foi suspensa pelo juiz Rogério Vieira, após suspeitas de irregularidades nas eleições e pedidos de adiamentos das chapas concorrentes.

Com a situação, a associação se vê diante de uma crise na liderança. O atual presidente Gerson Feitosa, teria impugnado seis, das sete chapas inscritas, ficando somente apta a concorrer a chapa da qual ele é candidato à reeleição. A atitude gerou revolta nos outros representantes de chapas e a discussão foi parar na justiça.

Inicialmente marcada para terminar no dia 14 de maio, um domingo, as inscrições feitas durante o final de semana não foram aceitas, e na segunda (15) foram divulgadas as chapas homologadas, ficando definidas para as eleições, as chapas seguintes: Chapa 1 ‘Para a luta continuar’, Chapa 2 ‘Somos todos Apeam’, Chapa 3 ‘Justiça e valorização’, Chapa 4 ‘Renovação com transparência’, Chapa 5 ‘Tempo de mudanças’, Chapas 6 e 7 não puderam concorrer por terem se inscrito “fora do prazo”. Posteriormente, todas as outras foram impugnadas por falta de pagamento por parte dos associados.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso