Professores municipais cobram em protesto que prefeito Arthur Neto faça repasse do Fundeb

De acordo com a coordenação do movimento, a Semed recebeu mais de R$ 109 milhões do recurso do Fundeb, no mês de julho, mas não foi dada uma transparência ao que exatamente foi aplicado.

Professores da Secretaria Municipal de Educação (Semed) protestaram na manhã desta terça-feira (12) para cobrar do prefeito de Manaus, Arthur Neto, o repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A manifestação aconteceu em frente à Semed.

Os manifestantes coletaram assinaturas para serem anexadas aos documentos elaborados pela comissão jurídica que serão entregues à Prefeitura.

De acordo com a coordenação do movimento, a Semed recebeu mais de R$ 109 milhões do recurso do Fundeb, no mês de julho, mas não foi dada uma transparência ao que exatamente foi aplicado.

A manifestação provocou retenção nas vias próximas à Avenida Maceió. Isto, porque, os manifestantes chegaram a fechar uma das vias. Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) estiveram no local para orientar os motoristas.