• Amazonino faz promessa e PMs encerram paralisação

    O governador prometeu atender as demandas da categoria, entre elas a data base e a lei das promoções.
    15/03/2018 16h15 - Atualizado em 16/03/2018 15h27

    Foto: Reprodução


    Redação AM POST

    Os praças da Polícia Militar do Amazonas encerraram a greve da categoria na tarde desta quinta-feira (15) após o governador Amazonino Mendes prometer atender as demandas da categoria, entre elas a data base e a lei das promoções. Eles estavam paralisados desde a noite de ontem (14).

    “O governador garantiu que nenhum policial será punido. Disse que eles estavam se defendendo, não faltando”, afirmou Gerson Feitosa, presidente da Associação de Policiais Militares do Amazonas (Apeam). Segundo ele, a paralisação chegou a envolver cerca de 1500 policiais na capital e no interior do Estado.

    A categoria reivindicam o pagamento de reposição salarial, atrasada há três anos, manutenção da lei 1.404, que permite promoção por tempo de serviço e promoção de mais 2 mil policiais além das que o governador assinou nesta semana.

    Os nomes chamados para reunião foram os principais idealizadores da paralisação realizada desde a noite desta quarta-feira (14), que afetou principalmente as zonas Norte e Leste de Manaus. Igo Silva, da Associação de Cabos e Soldados, Francisco Pereira da Silva, da Associação dos Subtenentes e Sargentos, e Gerson Feitosa, da Associação de Policiais Militares do Amazonas (Apeam). O encontro foi confirmado pela Secretaria de Estado da Comunicação.


    *** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


    Facebook

    Economia

    Contato Termos de uso