Deputado lamenta morte de Bebê em hospital de Lábrea, e culpa o Estado por omissão

Após nascer, o menino precisou ser transferido para uma incubadora mas a unidade de saúde não dispunha do dispositivo.
15/03/2018 14h01 - Atualizado em 15/03/2018 16h51

Foto: Reprodução


A morte de um recém-nascido no último dia 10, no município de Lábrea (distante 851 quilômetros de Manaus), revoltou o presidente da Comissão de Assuntos Municipal e Revisão Territorial da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Platiny Soares (PSL). Em discurso na tribuna da Casa, na manhã desta quarta-feira 14, o parlamentar que tem amigos e familiares na cidade, lamentou que o descaso do atual governo com os setores da administração pública, tenha contribuído para a morte prematura de um inocente.

O menino, segundo familiares, teria ficado mais de 24 horas em uma incubadora improvisada com um balde. A Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam) disse que a criança nasceu com problemas cardíacos.

Após nascer, o menino precisou ser transferido para uma incubadora. Entretanto, a unidade de saúde não dispunha do dispositivo, momento em que os médicos e técnicos resolveram improvisar com um balde plástico. As imagens rodaram o país, chocando a população.

“A que ponto chegamos? Essa é a realidade do interior do nosso Estado! Mesmo que eu não tivesse o dever pessoal que tenho em defender o povo de Lábrea, não poderia deixar de me indignar com essa trágica notícia. Lamento profundamente o sofrimento desse bebê, e agora o da sua família”, lamentou Platiny Soares.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso