• Professores da rede estadual ignoram decisão judicial e mantém greve no Amazonas

    Segundo Sinteam, escolas de todas as zonas de Manaus estão com aulas paradas e no interior 25 municípios aderiram 100%. Protestos continuam.
    26/03/2018 16h35 - Atualizado em 27/03/2018 15h24

    Foto: divulgação


    redação AM POST

    Professores da rede estadual de ensino do Amazonas estão oficialmente em greve. Atualmente, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), 80% dos mestres do Estado estão parados. Eles exigem reajuste salarial de 35% e outros benefícios. No interior do Estado, 25 municípios acompanham o movimento grevista e as escolas também estão 100% paradas.

    O Governo do Estado conseguiu na Justiça, através de uma ação, a suspensão da greve sob multa de R$ 20 mil por dia, limitados a R$ 400 mil, em caso de descumprimento. Após assembleia com a presença de mais de cinco mil professores no Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom-Sindical), ficou definido que a greve segue em vigor, independente da decisão judicial.

    Com a greve oficial, os professores ainda planejam protestos e manifestações. Na tarde de hoje (26), eles pretendem fazer um ato relâmpago no Largo São Sebastião, no Centro de Manaus, “para dar início às atividades de greve”.


    *** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


    Facebook

    Economia

    Contato Termos de uso