• Para chamar atenção do governo federal, caminhoneiros de Manaus dizem que vão parar Porto do Chibatão

    Todas as mercadorias destinadas ao Polo Industrial de Manaus e ao comércio local e estadual passam pelo Chibatão.
    26/05/2018 14h42 - Atualizado em 28/05/2018 16h09

    Foto: Reprodução


    Os caminhoneiros de Manaus não devem finalizar os protestos contra o aumento dos combustíveis neste sábado (26). Após a liberação da via de acesso à refinaria de Manaus, a Refinaria Isaac Sabbá (Reman), na estrada Marapatá, Distrito Industrial a categoria decidiu paralisar o Porto do Chibatão, no bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul.

    A iniciativa é para chamar atenção do Governo Federal. O grupo decidiu sair da via de acesso à Reman pela ordem da Justiça Federal que determinava a desobstrução de vias públicas.

    Todas as mercadorias destinadas ao Polo Industrial de Manaus (PIM) e ao comércio local e estadual passam pelo Porto Chibatão. A ocupação pelos manifestantes pode retardar as liberações para entrada e saída de produtos do PIM, maior fonte de receita do Estado.


    *** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


    Facebook

    Economia

    Contato Termos de uso