• Hissa Abrahão suspeita que impugnação de sua candidatura seja manobra política de adversários

    Deputado afirmou em entrevista ao AM POST que gostaria de revidar o ataque.
    20/08/2018 14h34 - Atualizado em 21/08/2018 16h52

    Foto: Divulgação


    Natan Gaia – Redação AM POST

    Na mira do Ministério Público Eleitoral no Amazonas (MPE), o deputado federal Hissa Abrahão, candidato a senador pelo PDT na coligação ‘Eu Voto no Amazonas’ foi alvo de uma Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC) com base na Lei da Inelegibilidade, Lei Complementar 64, de 1990, por ter contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) quando foi secretário municipal de Habitação e Assuntos Fundiários e vice-prefeito de Manaus nos anos de 2013 e 2014.

    Procurado pelo AM POST para falar sobre o caso, Hissa afirmou que acredita na Justiça do Amazonas, que está recorrendo da ação de impugnação e que tem tudo sob controle.

    Questionado sobre o boato de que a AIRC é uma manobra política de adversários como os senadores Eduardo Braga (MDB), Vanessa Grazziotin (PCdoB), o deputado federal Alfredo Nascimento (PR) e o governador Amazonino Mendes (PDT) para tirá-lo do páreo das eleições 2018 ele informou que existe sim essa suspeita, que gostaria de revidar o ataque e vê muitas possibilidades para isso.


    *** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


    Facebook

    Economia

    Contato Termos de uso