Cliente de boate esfaqueado na cabeça por cantor sertanejo está na UTI em estado grave

Léo pegou um facão e golpeou um cliente que teria assediado a mulher dele durante a apresentação no local, segundo a Polícia Civil.
26/09/2018 11h33 - Atualizado em 26/09/2018 11h33

Foto: Reprodução


O cliente de uma boate, que foi esfaqueado na cabeça no final de semana por um cantor sertanejo após ter supostamente assediado a mulher do músico, em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, está internado em estado grave.

Sandro Mendes Figueiredo, de 31 anos, está internado no Hospital Regional de Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Civil, Léo Henrique, de 27 anos, que faz dupla com o cantor Leandro, pegou um facão e golpeou Sandro depois de vê-lo assediar a mulher dele durante a apresentação do músico no local. O G1 não localizou o advogado do cantor.

Ele se comprometeu em ir até a delegacia, mas ainda não foi localizado pelos policiais.

Em conversa pelo aplicativo WhatsApp, o cantor confessou ter esfaqueado a vítima. A mensagem viralizou na internet e foi confirmada pela Polícia Civil.

A direção do hospital disse ao G1 que Sandro está em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Ele passou por cirurgia e teve uma parte do crânio retirada depois que os médicos encontraram um inchaço no cérebro dele. Sandro teve perda de parte da massa encefálica. Ainda conforme a direção do hospital, Sandro está sedado com ventilação mecânica.

O caso

O cantor sertanejo é suspeito de ter esfaqueado um cliente de uma boate na madrugada de domingo (23). Testemunhas chamaram a Polícia Militar depois que uma pessoa foi ferida por golpes de facão na cabeça. A dupla sertaneja é de Lucas do Rio Verde e era uma das atrações da boate na noite de sábado (22).

Os policiais encontraram o facão na frente do estabelecimento. Testemunhas afirmaram que Sandro foi atacado na cabeça pelo cantor Léo, que se apresentou com Leandro na casa de show.

Em conversas pelo WhatsApp, que a polícia teve acesso, Léo diz na conversa que estava cantando quando viu a vítima assediando a mulher dele.

“Ele me empurrou… foi a hora que eu fui no carro. Se ele não tivesse saído para fora, não tinha acontecido porque eu não ia entrar lá dentro com o facão”, diz trecho da conversa.

O cantor fugiu do local. Ele foi identificado pela polícia, mas não foi localizado. A Divisão de Homicídios da Polícia Civil de Lucas do Rio Verde começou a investigar a tentativa de assassinato e ouviu testemunhas.

O cantor afirma que chegou a pedir para que a vítima parasse de assediar a mulher dele.

Fonte: G1

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso