Jogador do Palmeiras sofre boicote da Globo após declarar apoio a Bolsonaro

A emissora teria proibido que seus repórteres entrevistem o atleta ao vivo.
20/09/2018 15h36 - Atualizado em 21/09/2018 12h51

Foto: Reprodução


A manifestação política pró-Bolsonaro do jogador do Palmeiras, Felipe Melo, que em entrevista ao vivo nos canais Globo dedicou gol realizado no último final em partida válida pelo campeonato brasileiro ao deputado e candidato à presidência da República, fez com que a emissora tomasse uma medida energética e proíba, a partir de então, que seus repórteres entrevistem o atleta ao vivo.

De acordo com informações do colunista Cosme Rímole, do portal R7, a Globo não tem a pretensão de fazer qualquer tipo de propaganda política, independente de qual candidato seja. Portanto, a determinação valerá até o final das eleições presidenciais em outubro.

Ainda segundo o R7, a pressão causada pela emissora para que alguma coisa seja feita, a fim de evitar episódios semelhantes ao ocorrido com Felipe Melo, já teria chegado à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que avalia o que poderá ser feito.

As entidades reguladoras do futebol brasileiro, inclusive, estudam uma punição para o atleta. O Código Brasileiro de Justiça Desportiva não prevê qualquer pena para manifestações do gênero.

Com a repercussão do caso, o Palmeiras se manifestou por meio de uma nota oficial alegando que não tem qualquer participação na decisão de Felipe Melo. A medida do clube é uma forma de tentar evitar uma possível punição.

Fonte: Catraca Livre


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso