Maduro considera veto ao registro de candidatura de Lula um ‘ataque’

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, tachou de “ataque” a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
02/09/2018 12h34 - Atualizado em 3/09/2018 15h13

Foto: Jorge Silva/Reuters/VEJA


O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, tachou de “ataque” a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de vetar o registro de candidatura à presidência de Luiz Inácio Lula da Silva para eleições de outubro.

“Ergo a minha voz, junto ao povo brasileiro, contra o ataque ao irmão Lula. A oligarquia do continente quer calar a voz de uma nação e daqueles que decidiram ser livres. Força, Brasil! Somos milhões de Lulas!”, escreveu ele no Twitter.

Sexta (31), a maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu rejeitar o registro da candidatura de Lula à presidência para as próximas eleições. O ex-presidente está preso desde abril na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A defesa de Lula pode recorrer ao próprio TSE ou ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas neste último caso ele já não poderia se apresentar às eleições.

Fonte: UOL


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso