Mandados de prisão temporária de suspeitos de envolvimento na morte do engenheiro Flávio são cumpridos em Manaus

A Polícia Civil está cumprindo os mandados como parte das investigações do ‘Caso Flávio’.
03/10/2019 18h13 - Atualizado em 4/10/2019 11h45

Foto: Reprodução


Redação AM POST

Foram decretadas nesta quinta-feira (3) quatro prisões temporárias de quatro pessoas suspeitas de envolvimento no homicídio do engenheiro civil Flávio Rodrigues dos Santos, de 42 anos, que foi encontrado morto em um terreno no Tarumã, zona oeste da capital, após participar de uma festa no Condomínio Residencial Passaredo, localizado na Ponta Negra, na casa de Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama do município de Manaus, Elisabeth Valeiko Ribeiro.

Os alvos dos mandatos são José Edvandro Martins de Souza Júnior, Mayc Vinícius Teixeira Parede, Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior e o sargento da Polícia Militar Eliseu da Paz de Souza. A Polícia Civil está cumprindo os mandados como parte das investigações do ‘Caso Flávio’.

Ainda não foram expedidos mandados de prisão contra o filho da primeira-dama Elisabeth Valeiko e contra Vitório Del Gato, que morava com ele na casa onde aconteceu a festa.

Detidos
Elielton Magno, foi detido nesta tarde por uma equipe da Delegacia Especializada em Homicídio e Sequestro (DEHS) nas dependências da TV A Crítica, após conceder entrevista ao apresentador da emissora, Sikêra Júnior. A prisão dele foi mostrada ao vivo pela emissora.

José Edvandro Junior foi o segundo a ser preso na casa dele, situada na rua Barreirinha, bairro São José, na Zona Leste de Manaus. Ele foi levado para o 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Equipes da Polícia Civil ainda estão em diligências para cumprir o restante das prisões.

Coletiva
Uma coletiva de imprensa foi marcada para esta sexta-feira (4) em que serão dadas mais informações sobre as prisões. O delegado Aldeney Gomes, titular da DEHS, disse que espera finalizar o caso no mesmo dia.

De acordo com a autoridade policial já há provas para incriminar José Junior e Elielton Magno pelo homicídio.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso