Em Manaus, motorista de aplicativo denuncia passageiro que pediu para fazer sexo oral nele

Caso foi registrado no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP).
28/01/2020 15h51 - Atualizado em 29/01/2020 12h48

Foto: Reprodução


Redação AM POST*

Um motorista de aplicativo, que não teve o nome divulgado, foi direto para o 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, na tarde do último domingo (26), após um passageiro, que também não teve a identidade revelada, pedir para fazer sexo oral nele durante uma corrida. O caso foi divulgado pelo Portal Em Tempo.

De acordo com o trabalhador, o assédio do passageiro começou em mensagens trocadas no aplicativo de transporte, quando ele perguntou se o motorista tinha ‘pirulito’ no carro. Ao dizer que tinha, o homem ainda questionou se era grosso. Ele afirma que fui buscá-lo já com a intensão de fazer a denúncia.

Segundo reportagem, o motorista também relatou que o assediador sugeriu que ele parasse no final de uma rua deserta para consumar o ato sexual. No entanto, o passageiro foi surpreendido pela atitude do trabalhador que conduziu o carro até o 6º DIP. Eles esclareceram todos os fatos na delegacia.

“Mandei ele procurar garotos de programa para aquele tipo de serviço e que parasse de bagunçar com a nossa categoria. Nós precisamos trabalhar e levar o alimento para dentro de casa. Foi quando o passageiro inventou a desculpa e falou que quem havia pedido a corrida teria sido uma prima”, contou a vítima.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso