Mulher que fez ex-marido e amante “lutarem” por ela até a morte é condenada

Para resolver o impasse e ficar com apenas um deles, ela resolveu criar uma espécie de “duelo medieval”.
11/01/2020 15h00 - Atualizado em 11/01/2020 15h00

Foto: Reprodução


O desfecho de uma história no mínimo bizarra (e chocante) chamou a atenção do noticiário britânico nos últimos dias. Trata-se do caso envolvendo Asta Juskauskiene, de 35 anos, e seus dois “parceiros”: o amante, Mantas Kvedaras (25 anos) e o ex-marido, Giedruis Juskauskas (42 anos). O caso foi divulgado pelo jornal Metro.

Tudo começou no fim de 2018, quando Asta decidiu se divorciar de Giedruis justamente por causa do amante. Os dois se conheceram após o jovem sair da prisão e engataram um relacionamento, mas a mulher ainda mantinha relações sexuais com o ex-marido.

Para resolver o impasse e ficar com apenas um deles, ela resolveu criar uma espécie de “duelo medieval” – que só terminaria com morte – entre os homens, que aceitaram o desafio.

Em junho do ano passado, os dois se encontraram em um beco na cidade de Stratford e iniciaram a batalha – enquanto isso, Asta estava em casa cuidando do filho que teve com Giedruis. O resultado foi a morte do ex-marido, esfaqueado mais de 30 vezes por Mantas.

Depois do crime, segundo o Metro, Mantas foi acolhido por Asta, que o ajudou na exclusão de mensagens e demais arquivos para fugir da polícia.

Os dois, no entanto, foram presos. Inicialmente, a “criadora” do duelo foi condenada por conspiração para assassinato. Os dois vão conhecer a sentença final no mês que vem – Mantas pode receber prisão perpétua.

Fonte: UOL


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso