Pai de santo é preso após ser acusado de estuprar virgens para livrá-las de ‘maldição’

O religioso afirmou que as vítimas teriam prosperidade e ficariam livres de maldição caso tivesse relações sexuais com ele.

Nesta terça-feira, em Ceilândia, um pai de santo, de 31 anos, foi preso por investigadores da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), durante a Operação Veludo, após ser apontado como suspeito de abusar sexualmente de três mulheres e uma adolescente. O religioso afirmou que as vítimas teriam prosperidade e ficariam livres de maldição caso tivesse relações sexuais com ele.

De acordo com as investigações, o pai de santo ganhava a confiança das mulheres e dizia que a entidade Exu Veludo, que alegava ser capaz de incorporar, era apaixonado por elas. Uma das mulheres chegou a engravidar e ele teria forçado a jovem a fazer um aborto. O acusado ainda teria auxiliado no procedimento e fornecido medicamentos para o aborto.

O suspeito é dono de um terreiro em Águas Lindas, onde ele conheceu as jovens, mas os abusos teriam acontecido em sua residência, em Ceilândia, e na casa das vítimas. Três das quatro mulheres que acusaram o homem eram virgens.

Ele foi autuado por violação sexual mediante fraude e aborto provocado sem consentimento da gestante. O homem foi encaminhado para Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP) e ficará detido por tempo indeterminado.

Fonte: Meia Hora