Responsável por fábrica de postes e reparo em transformadores é preso por furto de energia no bairro Cidade de Deus

A fábrica ficou com o fornecimento de energia novamente suspenso em razão da dívida de R$ 82.041,44.
24/01/2020 17h52 - Atualizado em 24/01/2020 17h52

Foto: divulgação


Redação AM POST*

A Amazonas Energia participou na última terça-feira (21), de uma operação policial junto com a DECFS, em uma fábrica de postes e reparo em transformadores, localizada na rua Careiro Castanho, bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus, onde constatou-se religação de forma direta na rede elétrica da Distribuidora, e com desvio de três fases para energizar os equipamentos da fábrica, causando o prejuízo no valor de R$ 36.624,16.

Durante a abordagem, foram realizados os procedimentos técnicos mediante a caracterização da irregularidade constatada pela equipe de inspeção técnica e o Perito do Instituto de Criminalística (IC). O responsável pelo estabelecimento foi preso em flagrante pelo furto de energia elétrica. A fábrica ficou com o fornecimento de energia novamente suspenso em razão da dívida de R$ 82.041,44.

Orientamos que as denúncias de furto de energia podem ser realizadas por meio das centrais de atendimento da Empresa, pelo telefone 0800 701 3001, pelo aplicativo de celular “Amazonas Energia” disponível no Google Play e App Store, pelo canal de denúncias do site no link http://www.amazonasenergia.com/cms/index.php/portal-do-cliente/fale-conosco/denuncia-de-fraude/ ou pelos telefones da DECFS 3622-7837 / 3622-7303.

Destacamos que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o código penal brasileiro, artigos 155 e 171. Todos pagam a conta do furto de energia praticado em residências, comércios e indústria. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) inclui nos cálculos da tarifa de energia as perdas por irregularidades. Os efeitos das ligações clandestinas são danosos para todos os consumidores, provocando diversas ocorrências de interrupção de energia devido a esta prática ilegal.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso