Suspeito de assassinar jovem vai ao velório dela e chora em cima do caixão antes de confessar o crime

O corpo da vítima foi encontrado sem vestimentas na parte inferior e com marcas de queimadura.
27/01/2020 18h27 - Atualizado em 27/01/2020 18h27

Foto: Reprodução


Isto É

O suspeito de matar a jovem Layane Aparecida da Silva, de 19 anos, foi ao enterro da menina antes de confessar o crime e chorou em cima do caixão. Layane foi encontrada morta, no último dia 20, em uma área de mata em São José dos Pinhais, no Paraná. As informações são do Portal Uol.

De acordo com a mãe da vítima, Maria Inês da Silva, de 56 anos, o rapaz, de 25 anos, era considerado calmo e visitava a igreja com o irmão de Layane na adolescência. Em entrevista ao Uol, a Maria disse que a “audácia” do rapaz a surpreendeu.

Layane estava desaparecida desde o último dia 18, quando saiu com amigos para uma tabacaria. De acordo com a Polícia Militar, a jovem foi encontrada em uma área próxima ao Aeroporto Afonso Pena. O corpo estava sem vestimentas na parte inferior e com marcas de queimadura.

Segundo a mãe da vítima, os familiares de Layane chegaram ao suspeito após ver que ele havia sido a última pessoa com quem a jovem conversou por meio das redes sociais. O rapaz, que é vizinho da menina, confessou o crime.

Na delegacia, o suspeito afirmou que agiu em legítima defesa, porque teria sido agredido por Layane. Ele ainda afirmou que não praticou abuso sexual contra a garota, argumentando que as roupas saíram enquanto arrastava o corpo. O caso está sendo investigado.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso