Caminhoneiros fazem manifestação contra o preço dos combustíveis em frente a sede do Governo

Eles pedem a redução ICMS que atualmente é 25% no valor dos combustíveis.
13/02/2020 13h18 - Atualizado em 13/02/2020 18h23

Foto: Reprodução


Redação AM POST

Motoristas de aplicativos e caminhoneiros realizam mais uma dia de protesto contra o aumento no preço dos combustíveis nesta quinta-feira (13), em frente a Sede do Governo, bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus. Eles querem ser recebidos pelo governador Wilson Lima e deram prazo para o encontro acontecer até 12h de amanhã (14), caso contrário eles ameaçam realizar uma paralisação que vai “travar Manaus” e parar as BRs.

De acordo com informações do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (Immu), o protesto desta manhã iniciou na avenida Brasil, zona Oeste de Manaus, e deixou o tráfego no local parcialmente interditado pois apenas uma faixa da via estava liberada para fluxo dos veículos.

Desde ontem (12) as categorias estão em manifestação e pedem a redução Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que atualmente é 25% no valor dos combustíveis a pós a fala do presidente Bolsonaro que disse que, se os governadores fizessem a redução, ele acabaria com os tributos federais sobre combustíveis.

Apenas três governadores, até o momento, sinalizaram apoio a medida do presidente da República, Jair Bolsonaro, de reduzir os impostos sobre os combustíveis, que reduziria o preço da gasolina comum, por exemplo, para menos de R$3. O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), o governador do Piauí, Wellington Dias e o governador de Goiás, Ronaldo Caidado (DEM), se manifestaram de forma pontual, com tom positivo, sobre o tema.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso