Ciro Gomes culpa Bolsonaro por tiros contra seu irmão

Cid utilizava uma retroescavadeira para tentar acabar com uma mobilização de policiais quando foi baleado.
21/02/2020 17h35 - Atualizado em 21/02/2020 18h48

Foto: Reprodução


Redação AM POST*

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, responsabilizou o presidente da República Jair Bolsonaro por ter permitido que a situação no município cearense de Sobral, chegasse a um estado crítico, e seu irmão, o senador licenciado Cid Gomes (PDT), fosse atingido por dois tiros.

“O episódio se deve a uma impotência dos poderes constituídos em fazerem a Constituição Federal ser respeitada no Brasil e a um canalha que transformou a República do Brasil em uma república de canalhas que se chama Jair Messias Bolsonaro” disse ele em entrevista à Folha de S.Paulo.

Ciro Gomes também defendeu seu irmão e disse que ele tentava restabelecer a ordem em Sobral, após grupos de manifestantes circularem pela cidade fazendo ameaças e com armas na mão.

“E aí fica uma certa imprensa e esquerda elegantes no Brasil dizendo que o camarada perdeu a calma, que avançou com retroescavadeira. A minha pergunta é: se enfrenta fascismo com flores ou lacração de internet? Não foi a omissão dos políticos e a sua irresponsabilidade que permitiu o avanço da facção criminosa?”, questionou.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso