Clientes põe em dúvida segurança do Nubank após ser vítima de fraude de R$ 146 mil

Ao solicitar o extrato bancário, a vítima contou que o Nubank se recusou a fornecê-lo para comprovar os desvios.
19/02/2020 12h31 - Atualizado em 19/02/2020 13h36

Foto: Reprodução


Um caso de fraude aplicado a uma cliente do Nubank, em dezembro do ano passado, viralizou na internet e pôs em dúvida a segurança do aplicativo utilzado para transações financeiras da conta digital. A mulher sofreu um assalto e teve o celular roubado. No dia seguinte, a vítima percebeu que foram transferidos R$ 146 mil de sua conta do Santander para sua outra conta, de mesma titularidade, no Nubank. Até então, segundo o relato da filha da mulher, a conta digital nunca havia sido usada.

A partir daí, foram emitidos boletos para outras NuContas, no total de R$ 27 mil. O valor restante, de R$ 119 mil, foi transferido para 24 pessoas desconhecidas. Segundo o relato da filha da vítima, não houve nenhum tipo de bloqueio ou alerta feito pelo Santander ou pelo Nubank.

Ao solicitar o extrato bancário, a filha da vítima contou que o Nubank se recusou a fornecê-lo para comprovar os desvios. Depois de registrar uma queixa no site Reclame Aqui e após esperar dez dias, o banco enviou o extrato à cliente, mas foram ocultadas as informações sobre as transferências feitas, mostrando apenas os valores que entraram e saíram.

Após o caso ter viralizado, a filha da vítima afirmou que mais de cem pessoas lhe procuraram para contar que passaram pela mesma situação.

O que dizem os bancos

Em nota, o Nubank informou que a cliente foi contatada, e a empresa tomou as devidas providências para poupá-la de impactos financeiros. Além disso, o banco declarou que as investigações seguem em curso. A instituição financeira afirmou ainda que seu aplicativo tem medidas preventivas de segurança, com biometria e senha, que podem ser configuradas diretamente pela ferramenta, e que todas as transações dependem de confirmação da senha de quatro dígitos, que é pessoal e intransferível.

“O tipo de atividade relatada pela cliente é crime, e sempre iremos colaborar com as autoridades competentes para investigar e coibir ações como esta. Os clientes podem desconectar todos os dispositivos logados na conta do Nubank por meio do nosso site ou via atendimento 24 horas. Em casos de roubo ou furto do aparelho celular, recomendamos que essa etapa seja realizada o mais rapidamente possível”, informou.

Procurado, o Santander informou que somente o cliente pode fazer transferências bancárias como uso de senha, e que o banco deve ser imediatamente comunicado em caso de perda ou roubo do celular.

“A operação tem que ser necessariamente validada por senha sigilosa e de uso estritamente pessoal e confidencial do cliente. Por isso, é preciso proteger suas senhas e os dispositivos de segurança utilizados para a validação de suas transações, entre os quais o aparelho celular”, afirmou o banco, por meio de nota.

O Banco Central (BC) declarou que não comenta casos específicos, e que em seu site, na aba de perguntas frequentes (https://www.bcb.gov.br/acessoinformacao/perguntasfrequentes), há recomendações de como agir em casos de fraudes. O BC orientou as vítimas a sempre procurarem a polícia.

Fonte: Extra


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso