Com apoio de Marcelo Ramos, Câmara derruba decisão do STF que havia afastado deputado acusado de receber propina

Dos representantes da bancada do Amazonas apenas Marcelo deu sim ao paraibano Wilson Santiago.
06/02/2020 23h29 - Atualizado em 7/02/2020 13h01

Foto: Divulgação


Redação AM POST*

A Câmara dos Deputados derrubou na noite desta quarta-feira (5) a decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que havia determinado o afastamento do mandato do deputado José Wilson Santiago (PTB-PB), denunciado pela Procuradoria Geral da República em dezembro passado pelos crimes de corrupção passiva e organização criminosa por supostamente ter desviado recursos destinados à construção da adutora Capivara no Sertão da Paraíba.

Dos cinco representantes da bancada do Amazonas presentes na sessão, apenas o deputado federal Marcelo Ramos (PL) deu sim ao paraibano. Bosco Saraiva (Solidariedade), Delegado Pablo (PSL), Capitão Alberto Neto (Republicanos) e José Ricardo (PT) votaram não.

Foram 170 votos a favor do afastamento. Eram necessários 257 (metade da composição da Casa). Votaram contra 233 deputados e houve sete abstenções. Houve ainda 101 deputados ausentes que, ao deixarem de votar, ajudaram o placar favorável a Santiago.

PARA ACESSAR O RESULTADO COMPLETO DA VOTAÇÃO CLIQUE AQUI.

Wilson Santiago estava afastado do mandato desde dezembro por uma medida cautelar do ministro do STF Celso de Mello
que argumentou, na época, que ele colocou o mandato “a serviço de uma agenda criminosa”. Com a decisão da Câmara, o parlamentar será reintegrado.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso