Perito acusa promotores de difamação e ameaça contar conversa comprometedora sobre ‘caso Alejandro Valeiko’

Molina disse que se não pararem de ataca-lo, talvez ele fale.
10/02/2020 15h15 - Atualizado em 11/02/2020 13h44

Foto: Reprodução


Redação AM POST*

O perito forense Ricardo Molina, que atuou no caso da perita da Polícia Civil Lorena Batista morta com um tiro em 2010, acusou em vídeo postado no Facebook os promotores de Justiça do Amazonas que atuam no caso de lhe difamarem.

Molina contesta alegações dos promotores de que ele trabalhou no caso Nardoni e revelou que recusou convite para atuar no ‘caso Alejandro’. “Por que não aceitei? Talvez pelo mesmo motivo que não aceitei o caso Nardoni”, disse o perito.

Nas imagens, Ricardo ameaça revelar conteúdo de uma reunião comprometedora sobre a situação de Alejandro Valeiko, suspeito de envolvimento na morte do engenheiro Flávio Rodrigues, de 41 anos, ocorrido em setembro de 2019, caso não parem de ataca-lo. “Seria complicado! Não vou falar… pelo menos por enquanto. Se não pararem de me atacar, talvez eu fale”, disse Molina.

Veja vídeo:

Sobre o julgamento Caso Lorena-Manaus.Parem de mentir, Srs. Promotores.Contem a história do Alejandro, Srs. Assistentes de acusação

Gepostet von Ricardo Molina am Sonntag, 9. Februar 2020


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso