Toneladas de drogas avaliadas em R$ 9,5 milhões são incineradas em Manaus

A queima do material ocorre após liberação judicial.
14/02/2020 14h49 - Atualizado em 15/02/2020 15h29

Foto: Divulgação


Redação AM POST*

Duas toneladas de entorpecentes avaliadas em R$ 9,5 milhões foram incineradas pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e pela Polícia Civil, na manhã desta sexta-feira (14/02). O primeiro procedimento do ano aconteceu na sede da empresa Eternal Indústria, Comércio, Serviços e Tratamento de Resíduos da Amazônia, localizada na avenida Guiana Francesa, bairro Distrito Industrial 2, na zona leste de Manaus.

Todo o material entorpecente é fruto das apreensões realizadas durante operações da Polícia Civil e apreensões diárias realizadas pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM), entre dezembro de 2019 e até 13 de fevereiro deste ano. A queima do material ocorre após liberação judicial, segundo a diretora do Departamento de Recebimento, Análise e Distribuição de Material Apreendido (DRAD), delegada Leila Silva.

“A incineração depende da autorização da Justiça. É feita uma perícia e depois o juiz determina que seja incinerado. São 100 quilos de cocaína e uma tonelada e 900 quilos de maconha”, disse a delegada.

O diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), da Polícia Civil, delegado Paulo Mavignier, afirmou que essa grande quantidade representa um trabalho de repressão da droga, desde a tentativa de entrada dela na capital, pelos rios.

“Nós temos uma grande quantidade de dezembro até o dia de hoje, que já estão sendo incinerados, o que representa um grande impacto nas organizações criminosas, evitando que elas cresçam, se proliferem, porque o tráfico gera dinheiro para o crime organizado e a gente vem reprimindo isso com resultados satisfatórios”, afirmou o diretor do Denarc.

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso