Atividades na fábrica da Samsung em Manaus são suspensas para evitar propagação do Covid-19

A empresa foi denunciada por descumprimento da ordem de evitar aglomeração.

Redação AM POST

A fábrica da Samsung, uma das maiores em atividade no Polo Industrial de Manaus, vai paralisar suas atividades por pelo menos 7 dias a partir desta terça-feira (24), para evitar propagação do Novo Coronavírus (COVID-19). A informação foi confirmada por meio de comunicado da empresa.

O Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal), havia denunciado a empresa por descumprimento das normas de saúde, para evitar aglomerações devido o coronavírus e a fábrica estava ontem (23) com um número grande de funcionários.

O governador Wilson Lima decretou, na segunda-feira (23/03), estado de calamidade pública no Amazonas em razão da pandemia do novo coronavírus.

Sobre o descumprimento de cuidados contra o Covid-19, a Samsung ressaltou que segue as normas estabelecidas e que está comprometida com o bem estar de seus colaboradores.

Veja o vídeo:

Leia a nota na íntegra:

Para a Samsung, a saúde e a segurança de nossos colaboradores são nossa maior prioridade e, como medida de precaução, estamos fechando a fábrica de Manaus de 24 a 29 de março.

Além disso, os funcionários do nosso escritório em São Paulo e do nosso Centro de P&D em Campinas já estão trabalhando em casa desde 23 de março, uma decisão tomada para impedir a propagação do coronavírus. A empresa está monitorando continuamente a situação do COVID-19 e continua comprometida com o bem-estar de todos.

A Samsung reforça que segue todas as diretrizes de prevenção da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde do país e de outras autoridades locais. Também enfatiza que está comprometida em garantir o bem-estar de seus funcionários.